CIDADE EMPREENDEDORA: Evento de turismo do Sebrae debateu rotas integradas na Amazônia

Iniciativa recebeu apoio da Fecomércio e teve participação de várias entidades, incluindo do poder público

CIDADE EMPREENDEDORA: Evento de turismo do Sebrae debateu rotas integradas na Amazônia

Foto: Divulgação

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae), em parceria com a Fecomércio de Rondônia, realizou o 1º Meeting Internacional de Turismo da Amazônia, ocorrido na última terça-feira (16) no Hotel Golden Plaza, em Porto velho. O tema do evento, muito debatido durante o dia de programação, foi a integração turística da Amazônia.
 
Nos painéis realizados foram debatidos temas como a estruturação e novos produtos turísticos, especialmente neste momento pós-pandemia, com Fabiana Oliveira, do Ministério do Turismo. Já Alexandre Sampaio, da Confederação Nacional do Comércio (CNC), abordou a perspectiva dessa retomada sob o ponto de vista do empresário e apresentou o programa Vai Turismo (www.vaiturismo.com.br).
 
Políticas públicas aplicadas ao turismo também foram destaque em painel com o professor Haroldo de Sá, da Universidade de Rondônia (Unir), e Gisele Louise, da Superintendência Estadual de Turismo (Setur), em que o ponto pacífico foi a necessidade de união de esforços para desenvolver o turismo.
 
Na parte da tarde, houve um rico debate sobre as rotas integradas, no qual o diretor técnico do Sebrae no Acre, Lauro Freitas, comentou sobre o projeto estruturante de turismo que os Sebraes da Região Norte estão desenvolvendo, justamente sob a ótica de integração turística, e Germana Magalhães, do Sebrae Nacional, apresentou a exitosa experiência da Rota das Emoções, uma iniciativa integrada com três Estados da Região Nordeste (Piauí, Ceará e Maranhão). Bruno Brito, coordenador de Turismo de Roraima, apresentou a iniciativa RAI (Rotas Amazônicas Integradas).
 
Em seguida Lorena San Román, uma brilhante consultora e pesquisadora, especializada em turismo sustentável, especialmente convidada da Costa Rica, apresentou os desafios e oportunidades que surgem na região amazônica e falou sobre a importância do planejamento para o desenvolvimento sustentável da atividade turística.
 
Milagros Ochôa, diretora executiva do escritório da Promperu no Brasil, abordou a importância da promoção turística para o desenvolvimento da atividade, apresentando cases de sucesso, bem como a atual situação do turismo de base comunitária no Peru.
 
“O desenvolvimento sustentável do turismo passa por mobilização e organização da governança do trade turístico, além de várias iniciativas que promovam a capacitação dos atores locais, sejam eles da iniciativa privada, do poder público ou do terceiro setor, que estejam direta ou indiretamente ligados à atividade. Este evento já é um desdobramento que surgiu na Agrolab Amazônia, e vamos seguir nessa estratégia, agregando as entidades e o trade em um só propósito”, disse Samuel Almeida, diretor técnico do Sebrae em Rondônia.
 
Para o diretor superintendente do Sebrae, Daniel Pereira, o momento foi de grande aprendizado. “Além dos painéis com nossos convidados, que enriqueceram demais os debates, a presença de Lorena San Román e Milagros Ochoa nos fez ganhar insights e ter a certeza de que precisamos avançar, além de realizar as iniciativas unidos em prol do mesmo objetivo. O programa Cidade Empreendedora estabelece dez eixos de desenvolvimento, e o turismo faz parte do desenvolvimento territorial dos municípios”, disse ele.
 
O 1º Meeting Internacional de Turismo da Amazônia teve o apoio, além da Fecomércio, do professor e historiador Aleks Palitot, da Semdestur e demais entidades que compõem o trade turístico.
 
Saiba mais sobre as ações do Sebrae, acesse o site www.sebrae.ro ou ligue gratuitamente para 0800 570 0800. Você também pode acessar o Sebrae pelo WhatsApp pelo mesmo número. Siga o Sebrae em Rondônia nas redes sociais: Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn e YouTube (@sebraero).
 
Direito ao esquecimento

Qual a sua opinião sobre o programa Big Brother Brasil?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS