VAI TURISMO: Projeto é lançado em busca de soluções para alavancar setor

A ação visa contribuir para o debate público e embasar propostas e estratégias de governo dos candidatos que se apresentarem às eleições em 2022

VAI TURISMO: Projeto é lançado em busca de soluções para alavancar setor

Foto: Divulgação

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) irá lançar o projeto “Vai Turismo” na próxima terça-feira (22), a fim de buscar soluções para esse cenário e promover mudanças que impulsionem o segmento. Ao final, propostas de políticas públicas serão entregues aos candidatos ao Poder Executivo nas próximas eleições. Desde o início da pandemia, em março de 2020, o turismo brasileiro já perdeu R$ 355 bilhões.
 
A ação visa contribuir para o debate público e embasar propostas e estratégias de governo dos candidatos que se apresentarem às eleições em 2022, tanto nas estaduais quanto na nacional.
 
O projeto vai conduzir uma grande consulta pública, envolvendo diferentes atores do trade turístico, capitaneada pelas Federações do Comércio (Fecomércios), em todos os Estados e no Distrito Federal, e pela CNC, por meio do seu Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade.
 
Fizemos a entrega de documento com propostas para os principais candidatos a Presidente da República em 2018, por exemplo, mas agora queremos ampliar e aprimorar esse processo. Em especial diante da gravidade da situação do setor, que possivelmente vive a pior fase já vista”, disse Alexandre Sampaio, diretor que coordena o Cetur/CNC.
 
O documento nacional que será entregue aos presidenciáveis em 2022 terá o envolvimento das 27 instituições da cadeia produtiva do turismo que integram o Cetur, entre outras que aderirem ao movimento.
 
O evento de lançamento contará com a presença de especialistas nacionais e internacionais do setor, que vão compartilhar experiências e visão sobre futuro, sustentabilidade e inovação.
 
O lançamento é o primeiro passo do “Vai Turismo”, que pretende integrar propostas e conectar instituições para recomendar políticas públicas pelo desenvolvimento sustentável do turismo brasileiro no pós-pandemia.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS