EQUILÍBRIO: Cidades turísticas encaram desafio de retomar as atividades sem aglomeração

Municípios históricos e que vivem da receita de visitantes tentam conciliar a esperada receita com regras para evitar a proliferação do coronavírus

EQUILÍBRIO: Cidades turísticas encaram desafio de retomar as atividades sem aglomeração

Foto: Divulgação

Às vésperas do feriadão de Corpus Christi, municípios e regiões de Minas Gerais que têm o turismo como fonte de sustentação da economia reforçam os cuidados e protocolos para evitar aglomerações as quais favorecem a contaminação pelo coronavírus durante os quatro dias de folga influenciados pela data cristã.

As igrejas barrocas de Ouro Preto, os museus de Mariana, o charme dos atrativos típicos de Tiradentes, três cidades históricas da porção central do estado; o frio convidativo de Monte Verde, no Sul, e as cachoeiras de Santana do Riacho, na Serra do Cipó,  exigem cautela aos turistas.

 
A maior parte desses locais encontra-se na onda vermelha do programa Minas Consciente – etapa que permite o funcionamento do comércio de produtos e serviços não essenciais, de ativos culturais, naturais, hotéis, atividades esportivas e eventos. Contudo, há limitação a 50% da capacidade de atendimento de hotéis e a 30% de público em eventos.
 
A histórica Ouro Preto, acostumada a receber milhares de visitantes nas celebrações de Corpus Christi, seguirá a programação do feriado com medidas para conter aglomerações. Uma delas é restringir a confecção dos tradicionais tapetes de serragem feitos na data em apenas dois locais e com a presença somente dos servidores da prefeitura.
 
Diferentemente da Semana Santa, as entradas da cidade não terão barreiras sanitárias neste feriado. Segundo o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Rodrigo Câmara, a legislação vigente na cidade poderá multar as pessoas que não usarem corretamente a máscara de proteção  em qualquer espaço público.
 
“Os hotéis e pousadas da cidade e dos distritos poderão receber apenas 50% do público, e, além disso, criamos a Campanha Turismo Legal, que alerta os turistas para que sigam os protocolos de segurança e tenham um comportamento elegante de forma que a cidade fique segura tanto para os moradores quanto para eles ao retornarem para suas cidades”.
 
O departamento de fiscalização da Secretaria de Defesa Social de Ouro Preto fará  ação conjunta com a Polícia Militar com objetivo de evitar e coibir aglomerações durante os dias do feriadão.
 
Mariana
 
Em Mariana, não haverá procissão e as missas devem ser agendadas com a Arquidiocese local. As restrições não vão impedir a celebração do feriado, já que a Rua Direita, a mais conhecida da cidade, será enfeitada com os tradicionais tapetes de serragem e decoração nas sacadas das construções.
 
“A gente não consegue movimentar muita coisa por conta da pandemia”, explica Andréa Cristina Umbelino, secretária municipal de Cultura, Patrimônio Histórico, Turismo e Lazer.
 
Na cidade histórica, apenas o museu Casa de Alphonsus de Guimarães estará aberto, mas tem entrada limitada a grupos de até quatro pessoas. A abertura gradativa, de certa forma, gera alívio à cidade. “O movimento foi afetado pela pandemia, mas aos poucos a gente está sentindo que está retomando, o turista está se sentindo mais confiante dos nossos cuidados”, diz a secretária.
 
Tiradentes
 
 
Com nova cartilha, Tiradentes, que fica no Campo das Vertentes, distante 220 quilômetros de Belo Horizonte, espera receber turistas responsáveis e conscientes. A Secretaria Municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer ançou um “guia do turista consciente”.
 
A prefeitura divulga orientações e os principais protocolos que o município adotou para o enfrentamento da pandemia.
 
“É preciso que cada um faça a sua parte para que tenhamos sucesso nessa volta do turismo. Um turismo responsável, consciente e seguro para todos, visitantes, moradores e colaboradores”, destacou o secretário, Christian Silveira.
 
A preocupação é com as possíveis aglomerações. Por isso, a sugestão é que, além das atividades que podem ser realizadas na cidade, o turista procure passeios de preferência em locais abertos como atrativos naturais.
 
Representantes da Associação Empresarial de Tiradentes também têm ido às ruas para orientar turistas a usarem máscara e álcool em gel, além de pedir o respeito às recomendações sanitárias para evitar contaminação na cidade, que já teve 14 vidas perdidas para a COVID-19.
 
“Com o fim da onda roxa e o retorno das atividades comerciais, Tiradentes começou a receber novamente os turistas. Para poder conscientizar os frequentadores do centro histórico, um grupo de empresários, que se autodenominam “Sustentabilidade Tiradentes”, com apoio da prefeitura e da Associação Empresarial de Tiradentes, implementou campanha de fiscalização e conscientização do uso de máscara para as pessoas que utilizam dos espaços”, esclarece Guilherme Carvalho, representante da Associação Empresarial de Tiradentes.
 
A ação já doou mais de 750 máscaras para turistas. 
 
Monte Verde
 
 
O distrito de Monte Verde, no município de Camanducaia, no Sul de Minas, permanecerá aberto para os turistas no feriadão de Corpus Christi, cumprindo decreto municipal de reabertura das atividades da economia local.
 
De acordo com o secretário de Turismo, Bruno Rosa, as regras já estabelecidas serão mantidas. Para os quatro dias do feriadão, a estimativa é que 7 mil pessoas visitem o local, considerado o principal destino para o turismo de inverno no estado.
 
Depois de amargar prejuízo de cerca de R$ 15 milhões durante os 30 dias em que o distrito ficou fechado durante a vigência da onda roxa do programa Minas Consciente, do governo estadual, a prefeitura adotadou o que chama de turismo consciente.
 
O controle das medidas de prevenção começa na entrada do distrito. Os visitantes encontram uma barreira sanitária, que funciona 24 horas por dia. Nela, a temperatura dos turistas é aferida e checada a reserva de hospedagem, para quem pagará pernoite.
 
Os hotéis e pousadas de Monte Verde estão operando com o limite de ocupação de 60%, sendo obrigatório o cadastro das reservas no sistema. Restaurantes, bares e lanchonetes devem restringir o atendimento a  quatro pessoas por mesa e proibir a junção de mesas. Também fica vedado aos clientes consumir bebidas e refeições em pé nesses estabelecimentos.
 
Serra do Cipó
 
Abrigo de parte da Serra do Cipó, o município de Santana do Riacho – que está entre os destinos mais próximos de Belo Horizonte para contemplar a natureza –, faz questão da cidade aberta. A cidade está na onda vermelha do programa Minas Consciente e respeita as restrições do programa estadual.
 
No ano passado, o mesmo feriado povocou polêmica na cidade. Enquanto alguns empresários e trabalhadores comemoraram a volta parcial das atividades turísticas, moradores e associações comunitárias da Serra do Cipó protestaram na ponte que liga os municípios de Jaboticatubas e Santana do Riacho contra a chegada de turistas. Na época, os manifestantes estenderam uma faixa com os dizeres: “Olá, visitante. Você não é bem-vindo aqui neste momento.”
 
Atenção nas estradas
 
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia hoje a Operação Corpus Christi 2021, com foco na diminuição de acidentes e no reforço do efetivo em locais estratégicos.
 
Ações em todas as regiões de Minas Gerais estão contempladas até as 23h59 de domingo. “Durante os dias de operação, a PRF reforçará o policiamento ostensivo para garantir aos cidadãos segurança, conforto e fluidez do trânsito”, informou, em nota, a corporação.
 
Ainda de acordo com a PRF, a fiscalização e o policiamento serão intensificados com o aumento das rondas ostensivas nas rodovias por meio do posicionamento de equipes em locais estratégicos
 
 “Cerca de 800 policiais se revezarão ao longo dos trechos mais movimentados e considerados críticos, pelo alto índice de acidentes ou pelo elevado número de infrações de trânsito”, acrescentou o comunicado.
 
No feriado de Corpus Christi de 2021 não haverá restrições para veículos ou combinações de veículos, passíveis ou não de Autorização Especial de Trânsito (AET), ou Autorização Específica (AE).
 
Para manter a viagem segura, a corporação enfatiza o uso de cinto de segurança pelo condutor e todos os passageiros do veículo. Crianças menores de 7 anos e meio devem utilizar o equipamento obrigatório compatível (bebê conforto, cadeirinha e/ou assento de elevação).
 
Em caso de autuação o condutor sofrerá pena e o veículo ficará retido até a regularização da infração.
 
A PRF destaca as regras de ultrapassagem sempre pela esquerda somente em locais permitidos e principalmente onde haja todas as condições necessárias para execução da manobra com segurança.
 
Os ocupantes de motocicletas não podem trafear sem capacete e devem circular sempre com os faróis ligados para facilitar a visualização pelos pedestres e veículos que trafegarem em sentido contrário. 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

MEDICAL FORM LTDA

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS