ENCAMINHAMENTOS: Comissão de Transporte e Obras da ALE/RO faz pedidos ao Poder Executivo

Parlamentares cobram informações sobre a construção da ponte que dá acesso ao município de Alto Paraíso.

ENCAMINHAMENTOS: Comissão de Transporte e Obras da ALE/RO faz pedidos ao Poder Executivo

Foto: Assessoria

Presidindo a comissão de Transporte e Obras Públicas da Assembleia Legislativa, o deputado Cássio Gois (PSD) abriu os trabalhos informando que vai tratar do requerimento que será feito ao Poder Executivo para tomar ciência sobre a construção da ponte que dá acesso ao município de Alto Paraíso.
 
 
"A questão daquela ponte está tomando uma proporção muito grande, e aquele problema tem chegado até esta casa, são pelo menos quatro deputados da região do Vale que são cobrados pelos munícipes sobre a resolução daquele grande problema. Quero aqui dizer que esta comissão está ao seu dispor para fazer requerimento ao Poder Executivo para solicitar informações sobre a empresa que está construindo aquela ponte, quantos por cento daquela obra está executada, o que você precisar desta comissão nós vamos nos colocar à disposição dos deputados daquela região, principalmente pela ineficiência daquela obra e os transtornos que tem causado”, disse Cássio Gois.
 
 
O deputado Pedro Fernandes (PTB) enfatizou que a história da ponte está virando uma novela. “Eu estive em reunião com o coronel Eder, entendo essa situação de licitação aditivo de prazo, como houve nesse período muita inflação, aditivo de preço, todas essas coisas são pertinentes de obras públicas realmente. Mas a questão desta ponte, já passou de todos os limites. Eu estive com coronel Eder, para notificar essa empresa, oferecer um prazo para resposta se ela não for cumprir os compromissos, tem que encerrar o contrato e chamar a segunda colocada para concluir aquela obra. O povo não aguenta mais, não suporta aquela situação, e quem recebe a pancada, quem mais é penalizado por aquilo somos nós deputados. Também o próprio governador foi penalizado durante o período eleitoral por causa daquela bendita ponte”, frisou.
 
 
Em seguida, o deputado Pedro Fernandes informou que vai aguardar uma reunião que já foi convocada por ele para tratar sobre a situação. “Para a gente não atropelar a situação vamos ver qual vai ser o resultado da reunião convocada pelo deputado Alex Redano, e caso a gente veja que não vai surtir efeito, vamos levar em frente o requerimento e denunciar o contrato. Quero aqui dizer aos moradores de Alto Paraíso, que nós estamos dando urgência nesta causa e que essa situação vai ter que ser resolvido e com rapidez”, disse.
 
 
Em continuidade, o deputado Luizinho Goebel (PSC) pediu a palavra para suas explanações informando que atualmente um dos assuntos mais sérios que a Assembleia Legislativa tem para discutir são as rodovias, tanto federais, quanto estaduais. “Nós precisamos estudar aquela situação da BR-364 em Extrema. A gente sabe que aquela parte da rodovia foi elevada em razão dos lagos das usinas do Rio Madeira e nós temos que ver se realmente aquelas obras foram feitas de forma adequada e dentro das regras de engenharia. Sabemos que tem parte da obra efetuada pelo DNIT e outra parte efetuada pelas usinas, mas tudo aquilo ali foi feito em razão das usinas que devem ser solidárias para resolução do problema. É importante que nós agendamos uma viagem à Brasília, de toda esta comissão, para irmos até o DNIT tratar não só deste problema em Extrema, mas de todo o trecho da BR-364 que corta o estado de Rondônia. É vergonhoso o estado da BR-364”, finalizou Luizinho Goebel.
 
 
Retomando a palavra, o deputado Cássio Gois informou aos presentes que a comissão de Transporte e Obras Públicas vai fazer um convite ao major Eder, para que ele se faça presente no dia 04 de abril, para tratar dos assuntos e encaminhamentos feitos por esta comissão sobre algumas obras públicas.
 
 
Em finalização, foi dada a palavra a deputada Claudia de Jesus que informou sobre a problemática das divisas dos municípios de Rondônia que precisam ser
tratadas pela Assembleia Legislativa: “Tem sido um problema muito antigo em Rondônia. na minha região de Ji-Paraná, por exemplo, nós temos um problema na divisa de Ji-Paraná e Médici, o prefeito de Ji-Paraná não pode fazer nada naquela região porque pertence a Presidente Médici, e o prefeito de Médici não quer fazer nada por aquela região que produz muito, porque o povo de lá, tudo vota em Ji-Paraná. E aí a população fica prejudicada, refém do poder público e estou falando de um contingente populacional enorme”, finalizou.
 
 
Ao final, os requerimentos apresentados foram deliberados pela comissão e aprovados, indo para publicação no grande expediente, bem como acatado o convite ao major Eder, para o dia 04 de abril, e justificada a ausência do presidente, deputado Cássio Gois, para o dia 28 de março, em razão de agenda na capital federal.
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ariquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS