COVID-19: Aumento das ocupações das UTIs e uma possível nova onda preocupa, diz Confúcio

De acordo com o parlamentar, a possibilidade de uma terceira onda é real

COVID-19: Aumento das ocupações das UTIs e uma possível nova onda preocupa, diz Confúcio

Foto: Divulgação

O presidente da comissão de acompanhamento do novo Coronavírus (CTCovid-19), senador Confúcio Moura (MDB-RO), utilizou a Tribuna do Senado nessa quinta-feira (27) para alertar sobre o aumento das ocupações dos leitos de UTI em várias cidades brasileiras e demostrou preocupação.
 
De acordo com o parlamentar, a possibilidade de uma terceira onda é real. “Estamos observando o que aconteceu de ontem para hoje, agora, nesta semana, na região de Ribeirão Preto, Franca e outros municípios de São Paulo, que estão decretando lockdown em suas regiões pelo aumento da doença”, explicou. 
 
Para Confúcio Moura, a pandemia não é só um problema de governo, mas da sociedade também, e que o enfrentamento da doença deve ser de muitas mãos e de muitas participações. Ele destacou as iniciativas das centrais de favelas, das associações de comunidades pobres, que procura resolver os problemas localmente.
 
O senador ainda citou empresas brasileiras estão colaborando com doações, e citou a mineradora Vale. “A Vale liderou um movimento para as drogas de intubação no Brasil, que vieram por eles, e outras tantas participações empresariais. Mas precisa-se de mais e de muito. E devemos estar unidos, prevenidos para possíveis agravamentos da situação brasileira”, enfatizou.
 
A comissão da Covid-19 se encerra no dia 30 de junho e a possibilidade de prorrogar o seu funcionamento foi questionado por Confúcio Moura ao presidente da Casa, Senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG). “Senhor presidente, é uma premonição, uma advertência: nós não vencemos a pandemia. Estamos convivendo com ela e sendo surpreendidos a cada semana por um baile, por uma novidade grave”, alertou.
 
Pacheco afiançou que a CTCovid-19 será renovada. “Essa é a minha opinião, que deverá ser compartilhada com os demais pares numa discussão a respeito do requerimento de renovação, de reedição por mais um tempo dessa Comissão, considerando que nós não terminamos a guerra da pandemia e temos perdido algumas batalhas. Então, nós não podemos desistir desse caminho de enfrentamento que é feito pela Comissão de Acompanhamento da Covid”, finalizou.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS