DA SEGURANÇA PÚBLICA: Edevaldo Neves apresenta PL para priorizar vacinação em massa de profissionais

Edevaldo foi um dos autores do projeto, aprovado por pelos vereadores, autorizando a capital a comprar os imunizantes

DA SEGURANÇA PÚBLICA: Edevaldo Neves apresenta PL  para priorizar vacinação em massa de profissionais

Foto: Divulgação

O vereador Edevaldo Neves (PROS), protocolou nesta quinta-feira (18) na presidência da Câmara Municipal, Projeto de Lei de sua autoria, que tem como objetivo priorizar todos os profissionais que compõe a Segurança Pública e atuam em Porto Velho, para receber a vacina contra a Covid-19, adquirida pela prefeitura da capital.
 
O anúncio da compra dos imunizantes foi feita por Hildon durante coletiva de imprensa, que também teve a participação do vice-prefeito Maurício Carvalho, ambos do PSDB. A expectativa do município é que as 400 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca cheguem a Porto Velho entre 25 e 30 dias. Assim que os imunizantes chegarem, Hildon prometeu uma vacinação rápida à população.
 
Edevaldo foi um dos autores do projeto, aprovado por unicidade pelos vereadores da capital, autorizando a comprar os imunizantes, por entender que apenas a vacina pode salvar vidas, frear o avança de contaminação do vírus e dar condições para que as pessoas possam trabalhar, manter seus empregos, para que o município volte a crescer economicamente com mais velocidade.
 
“Esses profissionais são essenciais para manter a ordem social e estão expostos ao vírus diariamente. Essa é uma forma de reconhecer e garantir o trabalho tão importante daqueles que sempre estão prontos para atender toda a sociedade. Temos que olhar pelos profissionais que estão nas ruas todos os dias, em contato direto com a população, além de policiais penais como eu, que estão dentro das penitenciárias, totalmente expostos ao vírus, cuidando para garantir que apenados não deixem as carceragens para oportunar você e sua família”, destacou Edevaldo justificando a necessidade de priorizar os profissionais da Segurança Pública.
 
Edevaldo espera contar com o apoio de seus pares na aprovação imediata deste Projeto de Lei, que está previsto para ser votado na próxima terça-feira (23).
 
“Perdemos inúmeros irmãos de farda, profissionais dedicados que mesmo colocando em risco a própria vida, não se acovardaram e defenderam a sociedade até o fim, lutando para manter a ordem e a paz social em nossa capital, apresentamos esse projeto para preservar a vida dos nossos amigos, profissionais da Segurança Pública, garantir que todos eles voltem para seus lares, com vida, no fim de mais um plantão”, finalizou Edevaldo Neves.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS