SAÚDE E EDUCAÇÃO: Prefeito de Ji-Paraná é acusado de negociar cargos de Direção com vereadores

A denúncia foi confirmada pelos vereadores Bruno Carvalho e Nim Barroso

SAÚDE E EDUCAÇÃO: Prefeito de Ji-Paraná é acusado de negociar cargos de Direção com vereadores

Foto: Divulgação

Após colocar em cheque o sistema de Saúde em plena pandemia em uma demonstração de total descontrole emocional chamando médicos da rede municipal de “vagabundos”, o prefeito de Ji-Paraná, Isaú Fonseca vem sendo alvo de polêmica em alterações realizadas no sistema de Educação. 
 
De acordo com vereadores e reportagens da imprensa local, Isaú simplesmente optou por lotear as cadeiras de diretores das unidades educacionais do município entre o seu grupo politico.
 
Ainda segundo a denúncia, a situação seria a mesma em relação à nomeação dos diretores das unidades municipais de Saúde. A denúncia foi confirmada pelos vereadores Bruno Carvalho e Nim Barroso.
 
Desprezo pelos cidadãos 
 
Ou seja, pela denúncia apresentada grande parte dos diretores das escolas e postos Ji-Paraná estaria sendo indicada por barganhas politicas de um grupo de aproximadamente 12 vereadores que se uniram para escolher o presidente da Casa, aliado ao prefeito. 
 
Caso essa denuncia seja comprovada indicará o total de descompromisso do atual prefeito em oferecer um serviço de qualidade para seus munícipes, uma vez que estaria tratando funções de vital importância à sua gestão como moeda de troca. 
 
Fazer uma educação e Saúde pública de qualidade passa diretamente pelas mãos de seus gestores. Entregar escolas e postos de Saúde a livre indicação de apoiadores políticos como prêmio por seu apoio é uma demonstração de desprezo de qualquer prefeito por sua cidade e seus moradores. 
 
Problemas em Ji-Paraná
 
Entre os problemas mais graves vividos pela sociedade jiparanaense estão à falta corrupção de agentes públicos, falta de acesso à saúde, criminalidade, abandono dos menores e falta de acesso à educação de qualidade. 
 
Esses dados foram apresentados em Audiência Pública do Ministério Público Estadual após uma pesquisa realizada com 1330 pessoas e 670 instituições em Ji-Paraná. Passado mais de uma década após esse levantamento, a situação parece não ter se alterado. 
 
E infelizmente, mesmo no início de sua gestão, Isaú Fonseca vem mostrando que não fará muita coisa para mudar os antigos hábitos políticos da cidade e muito menos por um ponto final aos velhos transtornos da população.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS