BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ÔNIBUS ESCOLARES: Laerte Gomes destaca necessidade do Governo adotar protocolo de limpeza e desinfecção

Preocupado com a segurança dos alunos e servidores da Educação, parlamentar indica que Seduc e Agevisa atuem juntas para período pós pandemia

ASSESSORIA

08 de Julho de 2020 às 09:23

Foto: Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa indicou ao Poder Executivo, à Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e à Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), à necessidade do Governo, neste atual momento de pandemia, adotar um protocolo de limpeza, profilaxia e desinfecção dos ônibus escolares e das escolas estaduais.
 
“E isso deve ser feito de acordo com um protocolo a ser elaborado pelo órgão estadual competente, afinal, para o retorno das aulas após o período de isolamento, é preciso que os pais possam se sentir seguros ao enviarem seus filhos para as escolas. Da mesma forma, defendo que seja estabelecido um protocolo permanente a fim de que sejam evitados novos surtos”, enfatizou o presidente.
 
De acordo com a propositura do parlamentar, a ação deve ser desenvolvida pela Agevisa e executada pela Seduc.
“Com o fim da quarentena precisamos pensar em tudo, inclusive, oferecer essa segurança também aos alunos e servidores da rede pública de ensino em Rondônia”, ressaltou Laerte.
 
O deputado destaca que, no tocante à Agevisa, caso a agência já não tenha feito, ela deverá realizar um estudo detalhado sobre a limpeza e desinfecção que seja eficiente no combate ao vírus Sars-CoV-2, bem como outros patógenos, específico para o transporte escolar e elaborar um protocolo que deve ser amplamente divulgado em todo o Estado.“Com a elaboração deste protocolo, que a Seduc implemente, em toda a rede estadual de educação e transporte escolar, a execução do mesmo e promova a fiscalização de uma rede terceirizada que proceda de igual modo, com isso, oferecendo maior segurança aos pais no momento do retorno dos filhos às aulas.
 
“Essa iniciativa vem para atender a situação de anormalidade causada pela pandemia do Coronavírus e essa importante necessidade do Governo se programar para o retorno à normalidade e a gradual volta, com total segurança, à atividade escolar”, concluiu o presidente Laerte Gomes.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS