BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

SEM ESTOQUE: Jhony Paixão solicita campanha para que a população continue doando sangue

Doações de sangue diminuíram mais de 50% após a pandemia

ASSESSORIA

13 de Junho de 2020 às 08:52

Atualizada em : 13 de Junho de 2020 às 08:54

Foto: Divulgação

O deputado Cabo Jhony Paixão (Republicanos), protocolou uma indicação junto ao Poder Executivo para que a Secretaria de Estado da Saúde – SESAU, elabore campanha de incentivo à doação de sangue em todo o estado. A indicação é uma alternativa para que os doadores possam retornar a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Rondônia (Fremeron) que registrou uma queda de mais de 50% nos estoques de sangue em virtude da pandemia da Covid -19.

 

Para que as doações continuem a Fhemeron está seguindo as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde adotou o agendamento por telefone e horário diferenciado para evitar aglomeração de pessoas.

 

“A população precisa saber que a doação de sangue pode ser feita sem que o doador seja colocado em risco de contágio do Coronavírus, tendo em vista que atualmente é necessário agendar a doação, sendo imprescindível informar a população das medidas que estão sendo tomadas”, explicou o parlamentar.

 

Antes da pandemia, para ser um doador, era necessário ter entre 18 e 69 anos, pesar no mínimo 50 quilos e apresentar bom estado de saúde. Agora, em virtude do coronavírus, algumas medidas estão sendo adotadas antes da coleta, ou seja, se a pessoa apresenta sintomas respiratórios e febre, ou que teve contato com alguém que testou positivo para Covid-19 ou manifestou sintomas, não poderá se realizar a doação de sangue no período de 30 dias.

 

“Uma campanha bem elaborada pelo governo é extremamente necessária neste momento para que a população tome conhecimento dos cuidados que a Fhemeron está cumprindo para receber os doadores. Creio que desta forma ajudaria a conscientizar a população sobre a importância de continuar doando sangue neste período de pandemia”, disse Jhony.

 

Antes de começar a quarentena, no mês de março, eram registradas cerca de 70 doações diárias, agora esses números reduziram para cerca de 30 bolsas diárias. Com uma bolsa de sangue é possível salvar quatro vidas.

Galeria de Fotos da Notícia

SEM ESTOQUE: Jhony Paixão solicita campanha para que a população continue doando sangue

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS