BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Expedito anuncia proposta para Segurança com tolerância zero

Em Porto Velho, os principais pontos turísticos, como a Estrada de Ferro Madeira Mamoré e a praça das Três Caixas D’Água se transformaram em pontos de traficantes que agem tanto à luz do dia quanto sob a escuridão da noite.

Da Redação

24 de Setembro de 2014 às 14:29

Foto: Divulgação

Indignado com a letargia quase indiferente com que o atual governo se comporta frente aos altos índices de todo tipo de violência, o candidato ao governo pela coligação Frente Muda Rondônia, Expedito Junior, anunciou que irá adotar tolerância zero com a criminalidade. Para ele, é preciso colocar as coisas em seu devido lugar.

“Hoje, enquanto o povo vive com medo, preso dentro de casa, o crime campeia livre nas ruas. Na outra ponta, as forças policiais se debatem, completamente sucateadas. Esta é a realidade”, analisou em tom de lamento.

Em Porto Velho, os principais pontos turísticos, como a Estrada de Ferro Madeira Mamoré e a praça das Três Caixas D’Água se transformaram em pontos de traficantes que agem tanto à luz do dia quanto sob a escuridão da noite.

“Nossa população não se sente segura na capital nem no interior. Na região da grande Ariquemes, por exemplo, terra do atual governador, os índices de violência se superam constantemente. É uma tragédia”, diz Expedito.

Expedito considera um absurdo a despreocupação do governo não só com a população, mas também com os profissionais que trabalham para a nossa segurança. A desvalorização profissional e sucateamento são as marcas dessa administração.

“Nossos policiais são heróis anônimos, que diante das péssimas condições de trabalho, garantem o que podem em segurança à nossa população”, reconhece o candidato.

Plano

No Plano Estadual de Segurança de Expedito, estão previstas ações como a ampliação do programa polícia comunitária; valorização das forças policiais; reestruturação da Sesdec, Polícia Militar e Polícia Civil; fortalecimento do policiamento ostensivo; aumento das unidades integradas de Segurança; central de gerenciamento e monitoramento com câmeras e tablets nas viaturas, para maior agilidade no combate ao crime.

Como medida complementar, Expedito vai implantar o sistema de presídio indústria.

“A verdadeira ressocialização do preso só acontece se ele estiver trabalhando, estudando, mudando sua história de vida. O presídio indústria vai funcionar como o do Paraná: a empresa interessada apresenta o projeto, se habilita e passa a ser responsável pela infraestrutura do presídio, dando inclusive, melhores condições aos detentos. A segurança, o controle de toda a operação continuará nas mãos do estado. Vou aqui reafirmar o que já tenho dito aos agentes penitenciários: o Estado continua no controle dos presídios e os agentes penitenciários serão fundamentais para o funcionamento do sistema”.

“Uma política séria de segurança estadual exige em geral investimentos e, em particular, na área de inteligência para que os crimes insolúveis sejam desvendados e os eventuais mandantes responsabilizados. Hoje, por exemplo, há muitos assassinatos a serem solucionados. Vou mandar apurar todos”, avisou.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS