BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ORDO: Nota da Polícia Militar sobre operação em área de conflito agrário

A PM executou ações policiais de caráter sigiloso por determinação de decisão judicial

ASSESSORIA

10 de Outubro de 2020 às 11:14

Atualizada em : 11 de Outubro de 2020 às 14:05

Foto: Richard Nunes/Rondoniaovivo

A Polícia Militar do Estado de Rondônia (PMRO) vem a público esclarecer que as ações desencadeadas no terreno da Fazenda Nova Brasil na manhã de hoje, 10 de outubro, com um total de mais de 270 Policiais Militares, apoio do Corpo de Bombeiros Militar e Núcleo de Operações Aéreas da SESDEC, totalizando 4 helicópteros todos a disposição da PMRO, são de caráter sigiloso, por determinação judicial.
 
Que a PMRO vem cumprindo seu mister constitucional de resgatar a ordem pública na região, cumprindo mandados de prisão e busca preventiva expedidas pelo Poder Judiciário, bem como reintegração de posse nos acampamentos ilegais instalados na região, com o intuito de prender os criminosos que participaram da morte do tenente Figueiredo e sargento Rodrigues no último dia 3.
 
Que a ação policial vem transcorrendo conforme o planejado, em caráter sigiloso por parte da PMRO, onde as tropas continuam avançando em direção ao acampamento, tudo devidamente autorizado pelo Poder Judiciário e resultado do excelente trabalho de investigação realizado pela Polícia Judiciária Civil de Rondônia (PCRO), por meio da Delegacia de Homicídios, apoiada pelo serviço de inteligência da PMRO.
 
Dentre os vários mandados de busca, prisão e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário, e encaminhados a PMRO pela especializada da PCRO para o fiel cumprimento, foram até o presente momento, desde o início da Operação durante a semana, 7 criminosos envolvidos presos. Só nas ações desdobradas na data de hoje, até o presente momento, já foram presos 5 suspeitos envolvidos nos fatos acontecidos no último dia 3, bem como armas de fogo e munições apreendidas.
 
A ação policial também conta com apoio assistencial de Oficiais de Saúde da Corporação, sendo psicólogos, médicos e assistentes sociais, que estão encarregados de assistirem as pessoas que estão no acampamento e sujeitas a reintegração de posse.
De forma técnica, a Polícia Militar de Rondônia continua executando suas ações de maneira sigilosa, conforme determinação judicial. Os resultados da execução da Operação no local, serão informados após o seu término.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS