BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ATENÇÃO: Continuam aumentando o número de golpes em negociação pelo site OLX

A Polícia Civil de Rondônia alerta ao público sobreo aumento no número de golpes

Rondoniaovivo

25 de Setembro de 2020 às 15:00

Foto: Divulgação

 
A Polícia Civil de Rondônia, por meio da Delegacia Especializada em Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores – DERFRVA, através do Delegado Titular Alessandro Morey vem a publico alertar novamente acerca da grande incidência de casos de crimes de estelionatos praticados através dos sites de compra e venda, tipo OLX, e outras redes e grupos sociais, envolvendo a venda/compra de veículos motocicletas, caminhonetes e outros, acarretando grande prejuízos às vítimas, que por desinformação ou até mesmo acreditarem em possíveis “vantagens econômicas”, naquele momento da “negociação”, acabam se deixando “lesar/enganar” por indivíduos criminosos extremamente astutos.
 
- Esclarece o Delegado que, na maioria das vezes, a vítima, ora “vendedor” anuncia nas redes sociais ou grupos de WhatsApp a venda de um veículo, quando uma “terceira pessoa” interfere na “negociação” e passa a enganar tanto o “vendedor” quanto “comprador”, conseguindo obter vantagem ilícita para si ou outrem, fazendo com que o “vendedor” entregue seu bem patrimonial, no caso, um veículo, transferindo até mesmo os documentos de posse/propriedade em Cartório. 
 
Assim, o “vendedor/vítima”, acreditando em suposto depósito bancário e/ou transferência eletrônica, tudo realizado através de conversas telefônicas via WhatsApp (na maioria das vezes), sem ao menos ter qualquer contato pessoal e, por fim, acaba realizando a entrega do bem/veículo e o “comprador/vítima”, que também acaba sendo enganado, realiza depósito de determinada quantia em dinheiro em conta corrente/bancária diversa da pessoa do “vendedor”, valores esses que se destinam à pessoas inexistentes, a tal chamada “laranja” ou “fantasma”.
 
Nesse cenário, o golpista/estelionatário, acaba enganando tanto o “vendedor” quanto o “comprador”, fazendo com que ambos sejam despojados de seus bens patrimoniais e quantias em dinheiro, tudo porque as “pessoas” estão se deixando “enganar” por total falta de atenção e, até mesmo, ganância, vez que, acreditando na tal chamada “modernidade tecnológica”, passaram a “negociar”, quase sempre, através de seus aparelhos celulares ou outro meio eletrônico (via sites OLX e/ou grupos e redes sociais) e deixaram de ter “contato pessoal” à concretização de seus negócios.
 
O delegado informa ainda que continua aumentando os números de vítimas que foram enganadas por indivíduos estelionatários, na consumação de crimes realizados através de negociações via OLX e/ou grupos e redes sociais, dificultando posteriormente a identificação desses infratores, pois quase sempre atuam com “nomes falsos”, números de telefones celulares cadastrados em nomes, também, “fantasmas”, bem como utilizam-se de contas bancárias de “terceiras pessoas” inexistentes.
 
Desta forma, alertam à população que evitem realizar negócios das formas descritas acima e, se assim, forem agir, que tenham mais cautela e se abstenham de assinar procuração e/ou preencher o Documento Único de Transferência – DUT de seus veículos, bem como realizar pagamentos e/ou depósitos bancários a “terceiras pessoas” que não fazem parte da “negociação” e, principalmente, voltar aos “velhos hábitos” da comercialização, tal seja, “cara a cara”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS