BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

OLHOS DE ÁGUIA: Delegacia de Patrimônio faz operação para prender bando acusado de latrocínio

Foram cinco de prisão temporária e cinco de busca e apreensão pelo crime de latrocínio

Rondoniaovivo

04 de Junho de 2020 às 10:15

Atualizada em : 04 de Junho de 2020 às 10:22

Foto: Rondoniaovivo (fotos dos procurados pela PC)

A Delgacia Especializada em Crimes Contra o Patrimônio deflagrou na manhã desta quinta-feira (04), a operação denominada Olhos de Águia,  com o objetivo de cumprir 10 mandados judiciais em Porto Velho (RO). 
 
Foram cinco de prisão temporária e cinco de busca e apreensão pelo crime de latrocínio praticado contra Josimar Noé dos Santos, no último dia 06 de março em frente a uma loja de material de construção na Avenida José Vieira Caúla, próximo a Rua Daniela, bairro Igarapé, na zona Leste da capital.
 
Aldair da Silva Gomes, foi localizado e preso.
 
 
 
 
 
Relembre
 
Dois bandidos armados em uma motocicleta após uma tentativa de roubo frustrada realizaram vários disparos de arma de fogo, tendo um deles atingido a cabeça da vítima Josimar que fazia compras na loja de material de construção. Na ocasião,  um policial penal ainda foi baleado no braço. Os bandidos fugiram do local tomando rumo ignorado após o crime. A dupla não levou nada do empresário que seria a vítima.
 
VEJA MAIS
 
O nome da operação faz alusão ao fato de que toda ação criminosa se iniciou no interior de uma agência bancária onde um dos acusados, permanecia observando quem seriam as vítimas em potencial, para então articular com os demais investigados a empreitada criminosa, agindo desta forma como uma ave de rapina a procura de sua presa.
 
Após intensas investigações nesta quinta-feira, os policiais cumprirm os mandados de buscas e prisão. Todavia nesta data apenas Aldair da Silva Gomes foi localizado e preso.
 
Os outros envolvidos que ainda estão foragidos são: Ediclei Santos Moreira de Lima, Cezar José de Santana, Eduardo Da Silva Nery, Vulgo "Dudu", Nunis Azevedo Nascimento.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS