BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CADÊ, CADÊ O CORONA: Garota que promoveu festa afirma que sofre perseguição

Após a grande repercussão, Sabrina iniciou acalorados embates em redes sociais e grupos de Whatsapp

Jaru Online

08 de Maio de 2020 às 06:57

Atualizada em : 08 de Maio de 2020 às 08:12

Foto: Divulgação

O evento que ficou conhecido como “Sabrina Fest” ocorreu irregularmente por descumprir o Decreto de quarentena e por atentar contra as normas sanitárias em combate ao Coronavírus, sendo ainda pior avaliado pela sociedade, mediante ao comentário gravado em vídeo, feito pela organizadora juntamente com uma amiga, que dizia: “cadê, cadê, o Coronavirus, to nem vendo..!”.

 

Após a grande repercussão, Sabrina iniciou acalorados embates em redes sociais e grupos de Whatsapp para se defender e expor seu posicionamento, ela atacou o site Jaru Online e a Prefeitura, de acordo com a jovem a repercussão dada a sua festa, ocorre por ela ter se declarado pré-candidata a vereadora, e estar incomodando a grupos do poder.

 

Sabrina, despertou a atenção de lideranças políticas no município por se destacar em uma ação solidária em que ela ajudou um garoto no mês de fevereiro, vendendo picolé pelas ruas de Jaru já pensando em algo maior futuramente.

 

Entramos em contato com Sabrina no fim desta terça feira, e lhe demos ciência desta publicação, oferecendo a ela espaço para caso quisesse dar suas considerações, no entanto ela preferiu não se manifestar.

 

ATUALIZAÇÃO:

Por fim Sabrina acabou nos procurando nesta quarta-feira (06), e solicitou algumas adequações na publicação, segundo ela o título da manchete está incorreto, pois ela não seria a organizadora da festa, mas sim apenas um participante.

Sabrina também esclareceu que o evento foi organizado em um grupo de Whatsapp com 30 integrantes, sendo deste 18 moradores de Jaru e os demais de outras cidades.

Referente as outras informações contidas na publicação Sabrina não fez objeções.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS