BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Roraima - Adolescente mata garoto de 11 anos a tiro

Roraima - Adolescente mata garoto de 11 anos a tiro

Da Redação

12 de Abril de 2008 às 08:22

Foto: Divulgação

Um garoto de 11 anos morreu ontem, entre 11 horas e meio-dia, atingido com um tiro de espingarda na cabeça possivelmente acidental. O caso ocorreu no terreno de uma chácara a cerca de 500 metros da Vila Nova Petrolina, no Município de Rorainópolis, onde a vítima Igor de Souza brincava com um colega adolescente de 15 anos. Segundo informou o delegado Marcelo Renault, o adolescente foi o autor do tiro e, até às 19 horas de ontem, não tinha sido encontrado pela polícia e estaria escondido na mata. O delegado explicou que inicialmente o caso foi atendido por uma guarnição da Polícia Militar e só por volta das 16 horas é que foi comunicado do crime. Ele manteve contato com Boa Vista e solicitou o envio das equipes de peritos do Instituto de Criminalística, para fazer a perícia no local do crime e do IML (Instituto Médico Legal) que vai remover o corpo do garoto e trazer ao Instituto para a realização do exame cadavérico que deve determinar a causa da morte. “Devido à distância, até esse momento, às 19 horas, as equipes que saíram de Boa Vista ainda não chegaram aqui em Rorainópolis. Eu estou esperando aqui na delegacia e, assim que chegarem, vou acompanhá-los até o local do crime”, disse o delegado. Marcelo Renault destacou que ao chegar à chácara iria se informar mais detalhadamente sobre o que aconteceu. Ele pretende arrolar testemunhas que possam ter presenciado o fato e principalmente vai intimar para depor o avô do adolescente desaparecido, que deu as informações aos policiais militares. O delegado pretende descobrir se o avô teve algum envolvimento com o desaparecimento do seu neto. Ele disse que, de acordo com o que contou o avô do garoto, o caso está sendo encarado como um acidente, mas não descarta a possibilidade de o adolescente ter atirado na vítima. “Vou procurar saber se os dois já tiveram algum desentendimento que pudesse ocasionar o crime. De antemão, posse dizer que o garoto pode ser enquadrado no crime de homicídio culposo, caso fique comprovado que foi um tiro acidental, ou mesmo homicídio doloso, se for provado o contrário”, explicou. De acordo com o que o avô do adolescente disse, seu neto estava brincado com uma espingarda junto com o garoto e de forma acidental a espingarda teria disparado e atingido Igor na cabeça. Depois de contar ao avô, o adolescente teria entrado na mata e desapareceu.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS