BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Júri Popular terá julgamentos em abril de casos de grande repercussão

Um dos casos de maiores repercussão é o da dupla José Nunes Silva Filho; Bruno Dantas Almeida, acusados de terem assassinado a vítima Camila Freitas Assemi, durante uma perseguição, após discussão banal na portaria da boate Sardinhas, na região central de

RONDONIAOVIVO

30 de Março de 2017 às 14:55

Foto: Divulgação

O Juízo da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Porto Velho programou para os dias 18 de abril a 5 de maio, o julgamento de vários réus denunciados por crime de homicídio e tentativa de homicídio. A publicação está contida na edição desta quinta-feira 30.03 no Diário da Justiça.

Um dos casos de maiores repercussão é o da dupla José Nunes Silva Filho; Bruno Dantas Almeida, acusados de terem assassinado a vítima Camila Freitas Assemi, durante uma perseguição, após discussão banal na portaria da boate Sardinhas, na região central de Porto Velho.

Na pauta também está previsto o júri de LUCIMAR DE PAULA GOUVEIA, acusada de ser a mandante do assassinato do ex-noivo, o policial militar Aldo Cunha Justiniano. Segundo a denúncia, a acusada teria pago R$ 10 mil a um pistoleiro para se livrar do policial, que era muito ciumento.

Outro acusado que vai a júri é GEOVANY CARLISON DO NASCIMENTO, que executou duas pessoas, no ano passado, na Estrada do Areia Branca, por conta de uma transação envolvendo seis quilos de cocaína. Ele estaria em dívida com as duas vítimas e resolveu executá-las.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS