BLOQUEIO: Presos durante protestos em Vilhena têm passagens pela polícia

Todos os presos têm passagens pela polícia e um deles é acusado de tentativa de homicídio no Estado do Acre

BLOQUEIO: Presos durante protestos em Vilhena têm passagens pela polícia

Foto: Divulgação

 

O FOLHA DO SUL ON LINE acaba de obter, extraoficialmente, os nomes dos 08 homens presos em Vilhena na manhã de ontem, no momento em que uma operação conjunta da PRF, da Polícia Militar e a Força Nacional tentava desbloquear o trecho da BR 364 ocupada por manifestantes que protestavam contra o resultado da eleição presidencial.
 
Todos os presos têm passagens pela polícia e um deles é acusado de tentativa de homicídio no Estado do Acre. Entre os detidos estão dois agressores de um caminhoneiro, que levou uma pedrada na cabeça e teve seu ajudante dominado e obrigado a se deitar no asfalto. Eles deverão ser denunciados por tentativa de homicídio.
 
Presos em flagrante, os acusados responderão pelos seguintes crimes: Desobediência a decisão judicial sobre perda ou suspensão de direito; Resistência - impedindo execução legal; Incitação ao crime; Atentado contra a segurança de outro meio de transporte (consumado) e Associação Criminosa.
 
Segundo apurou a reportagem, no momento em que os policiais desinterditavam a rodovia, na saída de Vilhena para Porto Velho, retirando pedaços de madeira, pedras e outros objetos usados para fazer o bloqueio, os 08 homens surpreenderam a equipe com atos de resistência e desobediência.
 
Após ignorarem os pedidos para liberar a BR e saírem da rodovia federal, os acusados receberam voz de prisão e tentaram fugir, mas acabaram presos e algemados pelos policiais que atuavam na operação.
 
Além dos oito presos, outros participantes do protesto também foram acusados pelos policiais de fomentar o arremesso de pedras e incêndios, além de abrirem as bicas de caminhões graneleiros, espalhando os grãos que eram transportados nestes veículos.
 
Os oito presos também foram denunciados por fazerem ameaças a motoristas de ônibus e caminhões, impedindo a circulação deles durante todo o período em que duram os bloqueios em Vilhena.
 
Por impedimento legal, o FOLHA DO SUL ON LINE não pode divulgar os nomes dos acusados. O site também não conseguiu acesso aos depoimentos deles, mas em breve a polícia deverá descobrir se o grupo criminoso agia por conta própria ou se havia sido contratado para executar os atos de vandalismo.
 
Apesar da proibição de identificar os presos, o site conseguiu saber as idades e as cidades onde eles moram. CONFIRA ABAIXO
 
1 – 25 anos, morador de Sorriso (MT)
 
2 – 31 anos, morador de Vilhena
 
3 – 45 anos, morador de Corumbiara
 
4 – 30 anos, sem endereço
 
5 – 38 anos, morador de Vilhena
 
6 – 42 anos, morador de Vilhena
 
7 – 40 anos, morador de São Lourenço (distrito de Vilhena)
 
8 – 23 anos, morador de Mirante da Serra
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS