EXCESSO: Agricultor morre após beber oito garrafas de cerveja e uma cachaça

Corpo passou por necropsia em Vilhena e foi sepultado ontem

EXCESSO: Agricultor morre após beber oito garrafas de cerveja e uma cachaça

Foto: Divulgação

 

Um pecuarista pioneiro no distrito de Alto Guarajus, pertencente ao município de Corumbiara, morreu na noite de sábado, 15, após aceitar o desafio feito pelos frequentadores de um bar, de beber uma garrafa de aguardente Pitu, após já ter consumido 8 cervejas de 600 mil, segundo informou um amigo.
 
O fato aconteceu no bar ao lado do qual a vítima, de 50 anos, identificada como Agnaldo Pereira Linhares, morava e onde começou a passar mal após a bebedeira. Levado até sua casa pelos próprios companheiros de boteco, o produtor rural começou a passar mal na sala, onde havia se deitado, enquanto a esposa preparava a janta.
 
Ao ver o marido, que era conhecido como “Lagartixa”, sofrendo os efeitos do que pode ter sido um coma alcoólico, a mulher chamou os amigos de volta, para tentar socorrê-lo. Mas Agnaldo já estava morto.
 
O corpo do pioneiro foi trazido para Vilhena, onde passou por necropsia, e depois voltou para o pequeno distrito. O laudo médico determinando a causa da morte não foi divulgado. Agnaldo, que tinha um sítio a 6 km da localidade, foi sepultado ontem (segunda-feira, 18) no próprio distrito.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS