Cachorra farejadora é morta envenenada, confirma Polícia Militar

Yuka dedicou parte dos seus nove anos combatendo o tráfico de drogas na região de Ariquemes

Cachorra farejadora é morta envenenada, confirma Polícia Militar

Foto: Divulgação

A cadela farejadora da Policial Militar, K9 (Yuka), que era destaque no combate ao tráfico de drogas na região de Ariquemes (RO), foi morta envenenada. A informação foi confirmada pela própria corporação em nota.
 
A morte de Yuka causou comoção aos policias e aos ariquemenses que acompanhavam o trabalho da cachorra policial, que culminou com vários traficantes atrás da grades. 
 
Nota de pesar 
 
É com grande pesar e consternação que o comando do 7º Batalhão da Polícia Militar (7º BPM), informa o falecimento da cadela policial Yuka, ocorrido na última quarta-feira 04 de maio.
 
Yuka atuava no canil da Polícia Militar de Ariquemes. Dos seus nove anos de vida, a maior parte deles, foi dedicado ao combate ao tráfico de drogas no Vale do Jamari. Ela participou de grandes apreensões de entorpecentes em Ariquemes, bem como se apresentou para diversas crianças, sempre elevando o nome PM da região Vale do Jamari.
 
A cachorra policial Yuka, que estava próxima da sua aposentadoria, morreu em atividade, provavelmente vítima de envenenamento criminoso, decorrente das diversas apreensões feitas pela equipe do canil do 7º Batalhão, e de toda a tropa.
 
A Polícia Militar presta nossa solidariedade aos membros do canil do 7º BPM, destacando a singularidade e profissionalismo do efetivo K-9. Na oportunidade, o 7º Batalhão reforça que o canil continua operando, com os seus componentes ainda mais motivados, honrando a memória daqueles que deram suas vidas (humanas ou não) no combate a tráfico de drogas e ao crime organizado.
 
Os suspeitos pelo ato criminoso já estão sendo identificados pelas equipes operacionais e de inteligência, para a devida responsabilização dos autores.
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS