PONTE DO ABUNÃ: Prefeito do Mato Grosso que era dono de balsas é criticado por Bolsonaro

Aliado de Bolsonaro, Dorner era dono de concessão em Rondônia

PONTE DO ABUNÃ: Prefeito do Mato Grosso que era dono de balsas é criticado por Bolsonaro

Foto: Divulgação

 O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou um suposto “lobby” do prefeito de Sinop, em Mato Grosso, Roberto Dorner (Republicanos), contra a construção de uma ponte de 1,5 quilômetro de extensão inaugurada na última sexta-feira (7), sobre o rio Madeira. A obra liga os Estados de Rondônia e Acre, na BR-364, distrito de Vista Alegre do Abunã.
 
O que o prefeito da Capital do Nortão de Mato Grosso tem a ver com a inauguração da ponte? Roberto Dorner é proprietário da empresa que possui a outorga de autorização para explorar os serviços de transporte de passageiros, veículos e cargas sobre o ponto no rio Madeira.
 
O prefeito de Sinop é agricultor e pecuarista na região de Vistaa Alegre do Abunã, no Estado de Rondônia, e também proprietário de balsas que realizavam a “travessia” entre os dois pontos do rio Madeira, prestando o serviço nos últimos 33 anos. Na avaliação do presidente Jair Bolsonaro, a construção da ponte esteve paralisada nos últimos 10 anos em razão da “influência” política e econômica de Roberto Dorner contra o projeto.
 
“A ponte estava há mais de dez anos para ser construída. Tinha o 'Comércio das Balsas'. As balsas transportavam, de uma margem a outra, dois mil veículos por dia. [O preço da travessia para] carros de passeio, R$ 20. ‘Busão’ [ônibus], R$ 70. [Caminhão] bitrem R$ 149. Fizemos uma média de R$ 50. Média, vezes 2 mil veículos, R$ 100 mil por dia. Olha o poder de lobby desses caras”, espantou-se Bolsonaro.
 
Roberto Dorner, que apoia Bolsonaro, não comentou as declarações do presidente. Segundo informações do Governo Federal, a “Ponte do Abunã”, como ficou conhecida a obra, conecta o Acre ao sistema rodoviário brasileiro e permite o escoamento de produção das regiões Norte e Centro-Oeste.
 
A estrutura de concreto e aço tem 1.517 metros de extensão e recebeu investimentos de mais de R$ 160 milhões. A previsão é que mais de 2 mil veículos cruzem a ponte todos dias.
 
O projeto era de interesse da população do Acre como o principal acesso dos outros Estados brasileiros a Rio Branco, Capital da unidade federativa do noroeste brasileiro. A inauguração, feita na semana passada, ficou “famosa” nas redes sociais pelo “passeio” de Bolsonaro e o proprietário da rede de lojas de departamentos Havan, Luciano Hang, que cruzaram a ponte numa moto.
 
 
Veja vídeo: 
 

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS