FOI À JUSTIÇA: MP quer multar a prefeitura por não implantar controle eletrônico de combustível da frota

Em despacho posterior, o magistrado ainda fixou prazo para que o Município se manifestasse e demonstrasse o cumprimento da ordem judicial

FOI À JUSTIÇA: MP quer multar a prefeitura por não implantar controle eletrônico de combustível da frota

Foto: Divulgação | Guajará-Mirim, interior de Rondônia

 
O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim, com atribuições na curadoria da Probidade Administrativa e Patrimônio Público, requereu judicialmente a aplicação de multa ao Município de Guajará-Mirim por descumprir a obrigação de implantar um sistema eletrônico de controle de combustível em sua frota de veículos.
 
Com o objetivo de coibir irregularidades nos gastos de combustível, inclusive primando pela transparência na prestação de contas, o Ministério Público de Rondônia já havia celebrado Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município de Guajará-Mirim, a fim de implantar o referido sistema em toda sua frota, bem como de publicizar tal controle no Portal da Transparência do Município, permitindo a qualquer munícipe acessar às referidas informações.
 
Uma vez entabulado o acordo, instaurou-se procedimento na Promotoria para acompanhar o cumprimento das cláusulas do TAC. Todavia, com o término do prazo para adimplemento das obrigações, sem a implantação do sistema em todas as secretarias municipais, o Ministério Público, por meio do Promotor de Justiça, Eider José Mendonça das Neves, propôs Ação Civil Pública de Obrigação de fazer em face do Município, havendo o Juízo de Direito da 2ª Vara Cível da Comarca concedido liminar em tutela de urgência. Em despacho posterior, o magistrado ainda fixou prazo  para que o Município se manifestasse e demonstrasse o cumprimento da ordem judicial.
 
Assim, em razão do exaurimento do prazo, tendo aportado ainda, na Promotoria, reclamação quanto à falta de transparência da Prefeitura, o Ministério Público postulou a aplicação de multa ao Município como forma de compelir o ente público a implementar o controle eletrônico de gastos de combustível, disponibilizando ainda as informações em página oficial na internet.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS