BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CRIME: Polícia prende jovem que divulgou blitz em grupo de WhatsApp

A ocorrência registrada pela PM

JARU ONLINE

21 de Novembro de 2020 às 08:42

Atualizada em : 21 de Novembro de 2020 às 08:44

Foto: ILUSTRATIVA

 

JARU ONLINE - Policiais Militares da cidade de Theobroma, conduziram nesta sexta-feira (20) a UNISP em Jaru, um jovem que anunciou em um grupo de Whatsapp o local de uma blitz que era realizado na cidade.

 
A denúncia feita a PM por terceiros, utilizou como materialidade um print da mensagem publicada pelo jovem em um grupo.
 
 
Diante dos fatos os policiais foram até a residência do rapaz, o qual confessou ser o autor da mensagem, ele se desculpou, afirmando que errou e não iria fazer novamente, em seguida apagou a mensagem do grupo.
 
 
Em prosseguimento a ocorrência os policiais conduziram o jovem, bem como seu celular para a UNISP em Jaru, e lhe apresentaram ao comissariado de plantão.
 
A ocorrência registrada pela PM, foi tipificada como atentado sobre a segurança de serviço de utilidade pública.
 
 
O que diz a Lei em relação ao ocorrido
 
 
 
Atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública
 
Art. 265 – Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública:
 
Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.
 
Parágrafo único – Aumentar-se-á a pena de 1/3 (um terço) até a metade, se o dano ocorrer em virtude de subtração de material essencial ao funcionamento dos serviços.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

MP obtém liminar para que Energisa forneça energia de qualidade

MP obtém liminar para que Energisa forneça energia de qualidade

O Ministério Público também relata que, conforme informado pelo Procon local, somente em relação ao Município de Ariquemes, a quantidade de reclamações em aberto contra a empresa atingiu o total de 514, no período de 1º de janeiro de 2019 a 14 de novembro do mesmo ano.

23 de Novembro de 2020 às 08:53