BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

JI-PARANÁ: Lote com kit enxoval começa a ser entregue às grávidas a partir de segunda

Tem direito a receber o pacote de produtos, as grávidas inseridas no programa Mamãe Cheguei

GOVERNO DE RO

30 de Julho de 2020 às 14:31

Foto: Divulgação

 

GOVERNO DE RO - Cada uma das 53 grávidas em vulnerabilidade social e econômica de Ji-Paraná cadastradas nos programas do Governo de Rondônia vai receber, a partir de segunda-feira (3), um kit enxoval Mamãe Cheguei.
 
O cronograma de entrega acontece nos quatro Centros de Referências de Assistência Social (Cras) da cidade. Os kits já estão em poder da Secretaria de Assistência Social de Ji-Paraná, que fará as entregas conforme o calendário já elaborado.
 
As primeiras gestantes a serem contempladas receberão os benefícios no Cras Jardim dos Migrantes, no dia 3, às 15h. No dia 5, das 9h às 15h, será a vez das grávidas receberem no Cras Roda Moinho. O Cras São Francisco acolhe as gestantes no dia 6, às 15h; e o Cras Morar Melhor, no dia 7, às 9h.
 
O kit é composto por vestuário pessoal, de cama e banho; material de higiene e acessórios para banho do recém-nascido. Tem direito a receber o pacote de produtos, as grávidas inseridas no programa Mamãe Cheguei.
 
O programa é mais uma ação desenvolvida pela Secretaria de Estado de Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas), por meio da Coordenadoria de Assistência Social (CAS), com o apoio e parceria dos municípios.
 
Pelo programa Mamãe Cheguei a gestante é condicionada a ser acompanhada por profissionais de saúde durante toda a gestação. “É uma ação dirigida pela secretária da Seas, Luana Rocha, contribuindo com a saúde e assistência social da grávida no intuito de reduzir a mortalidade materna e neonatal”, pontua Luzia Rossi, a responsável pela Seas em Ji-Paraná.
 
Com a entrega, que chega a 696 em todo o estado, o objetivo do governo estadual é contemplar as gestantes contribuindo com a redução da mortalidade neonatal. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE-2017) demonstram no quadro da mortalidade infantil que em Rondônia 353 bebês não completaram o primeiro ano de vida. Em Ji-Paraná, no mesmo ano, 23 recém-nascidos faleceram antes de completar um ano.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS