BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

JI-PARANÁ: Procon reabre atendimento por agendamento eletrônico em município

As solicitações devem ser feitas nos telefones disponíveis entre às 7h30 e 13h30, de segunda-feira a sexta-feira

GOVERNO DE RO

29 de Julho de 2020 às 09:41

Atualizada em : 29 de Julho de 2020 às 09:42

Foto: Divulgação

 

GOVERNO DE RO - O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor do Estado de Rondônia (Procon/RO) reabriu os atendimentos em Ji-Paraná por meio de agendamento eletrônico. O serviço de audiência de conciliação ocorre em vídeo conferência.
 
O uso de tecnologia se tornou um aliado do Procon/RO ao atendimento dos usuários. Toda solicitação deve ser feita por meio dos telefones (69) 3423-8833 e 3423-4564 entre às 7h30 e 13h30, de segunda-feira a sexta-feira.
 
Ao ser acionado, os técnicos do órgão de defesa do consumidor direcionam as pessoas ao serviço prestado pelas plataformas digitais disponíveis. A adoção do recurso tecnológico faz parte das políticas do Governo de Rondônia no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus.
 
O endereço eletrônico www.procon.ro.gov.br está sendo o canal recomendado pelo órgão para os registros de denúncias, reclamações e tirar dúvidas.
 
 
 
“A ação registrada é redirecionada ao órgão instalado em cada cidade rondoniense. A partir daí, assumimos o trabalho e damos os encaminhamentos pertinentes”, explica a chefe do órgão em Ji-Paraná, Luana Stocco.
 
 
 
Em Ji-Paraná, o sistema virtual de atendimento gerou durante o período de pandemia 200 reclamações diversificadas. “O próprio consumidor pode acompanhar de casa mesmo pela plataforma www.sindec.ro.consultas a evolução do registro”, ensina Stocco, a praticidade do serviço virtual que tende a ser o mais usual no futuro.
 
Sobre as audiências de conciliação, o Procon/RO local está reagendando as 68 reuniões pendentes. “Vamos convocar as partes interessadas para a resolutividade desses casos de maneira virtual”, assinala Luana Stocco, que adotou as normas de atendimentos implantadas pela Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi).
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS