BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

VILHENA: Home atira três cães com as patas amarradas dentro de rio; dois morreram

Voluntários de ONG tentam identificar motorista de picape para responsabilizá-lo criminalmente

FOLHA DO SUL ONLINE

15 de Junho de 2020 às 11:00

Foto: Divulgação

FOLHA DO SUL ONLINE - Um gesto de extrema crueldade foi registrado ontem, nas proximidades de Vilhena: três cães da raça Chow Chow foram atirados dentro de um rio, com as patas amarradas e presos uns aos outros. A ação aconteceu na ponte do igarapé Piracolino, a menos de 5 km da área urbana.
 
O site ligou para uma representante do Grupo Amor de 4 Patas, e ela confirmou o crime, cometido por um homem que levou os animais até o local em uma caminhonete Mitsubishi modelo L-200 de cor prata. Após jogaram os cachorros na água, o desconhecido fugiu às pressas, deixando as vítimas sem poder sequer debater na água, para escapar.
 
Dois dos cachorros foram salvos pelo motorista de uma Saveiro branco, que passava pelo local e, vendo a cena, pulou no rio e conseguiu resgatar um macho e uma fêmea. O terceiro foi levado pela correnteza e provavelmente morreu afogado. Mas, após o salvamento, o mesmo homem deixou os dois no local e seguiu viagem. Um chacareiro que mora nas proximidades recolheu o casal, mas o macho não resistiu e morreu pouco depois.
 
De acordo com a ONG, que recolhe animais vítimas de abandono e maus tratos na cidade, os voluntários da entidade estão mobilizados para tentar identificar o homem da picape prata que tentou matar os cãezinhos, para que ele seja responsabilizado criminalmente.
 
 
A explicação para que o suposto dono tenha tentado se livrar dos animais de forma tão cruel é que a raça é bastante inquieta e pode ter causado algum tipo de problema. “Não justifica matar dessa maneira. Chow Chow é uma raça cara, e se ele anunciasse, apareceria muita gente para adotar. Foi crueldade mesmo, e ele precisa pagar por isso”, disse uma militante da causa animal.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS