AÇÃO VOLUNTÁRIA: Campanha de doação de sangue é reforçada para atender demandas em RO

Com o estoque de sangue em situação crítica, a captação de todos os tipos sanguíneos é necessária

AÇÃO VOLUNTÁRIA: Campanha de doação de sangue é reforçada para atender demandas em RO

Foto: assessoria

Com o intuito de atender as demandas relacionadas às transfusões de sangue nos hemocentros, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron) reforça a necessidade da população realizar doações nas unidades disponíveis nos municípios. Com o estoque de sangue em situação crítica, todos os tipos sanguíneos são necessários para evitar possíveis desabastecimentos nas instituições que atendem diversas procuras em todo o estado.
 
Para o governador  de Rondônia, Marcos Rocha, cada doação recebida na entidade é um sinal de esperança à vida de muitas pessoas, por isso, os estoques devem estar sempre abastecidos para atender à comunidade em geral. “Todo cidadão tem a oportunidade de abençoar alguém através de um simples gesto, por isso, é fundamental a participação de toda a população na campanha”, ressaltou.
 
Segundo o presidente da Fundação, Reginaldo Girelli, é importante  que mais pessoas se coloquem à disposição para realizar esse gesto de solidariedade, que tem como finalidade salvar vidas. “A ação voluntária torna o ato ainda mais sublime, de amor e compaixão, pois cada bolsa de sangue doada pode salvar até quatro vidas, oportunizando esperança e cura para quem mais precisa”, referenciou.
 
O presidente da Fhemeron destacou ainda que, qualquer pessoa pode doar, independente do tipo sanguíneo, desde que siga os critérios estabelecidos pelas autoridades de saúde. “Todos os tipos sanguíneos são relevantes e necessários, contudo, os tipos em maior escassez são A+, A- e O-“, evidenciou.
 
COLETA ITINERANTE
 
O governo de Rondônia também desenvolve uma iniciativa nos municípios, por meio da ação “Fhemeron Itinerante”, que acontece em diversas regiões do estado. No sábado (18), uma equipe de servidores realizou coleta de sangue na cidade de Presidente Médici, com o objetivo de atender outros 13 municípios que compõem a região Central. Para os próximos dias estão previstas mais ações de coleta, de acordo com o cronograma a seguir:
 
Cujubim – 24 e 25/5
Nova Brasilândia d’Oeste – 31/5 e 1º/6
Urupá – 7 e 8/6
Mirante da Serra – 14 e 15/6
Alta Floresta do Oeste – 21 e 22/6
Chupinguaia – 28 e 29/6
 
 
O QUE É NECESSÁRIO PARA SER UM DOADOR
 
Estar em boas condições de saúde;
Ter entre 18 e 69 anos de idade;
Adolescente de 16 e 17 anos poderá doar, acompanhado dos pais ou responsáveis legais;
Ter peso acima de 50 kg;
Estar alimentado, evitando alimentação gordurosa (aguardar três horas após o almoço);
Ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas;
Homem pode doar até quatro vezes ao ano, em intervalos de 60 dias;
Mulher pode doar até três vezes ao ano, em intervalos de 90 dias.
 
IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS
 
Estar gripado ou com febre;
Estar grávida ou amamentando;
Estar em tratamento médico;
Ter ingerido bebida alcoólica no dia da doação (12 horas);
Ter tatuagem feita há menos de um ano;
Estar em tratamento de acupuntura nos últimos 12 meses;
Ter realizado endoscopia digestiva nos últimos seis meses;
Ter recebido transfusão de sangue e seus derivados há menos de 1 ano;
Para pessoas que contraíram covid-19, é possível doar após 30 dias da cura;
Ter tido malária nos últimos 12 meses.
 
 
IMPEDIMENTOS DEFINITIVOS
 
Ter tido doença de Chagas;
Hepatite após os 11 anos de idade;
Exposição à situação ou comportamento que leve a risco, acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).
Direito ao esquecimento
Como você classifica a gestão de Aldo Júlio em Rolim de Moura?
Qual pré-candidato à Prefeitura de Ariquemes tem sua preferência?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS