ARBOVIROSES: Zika, dengue e chikungunya são destaques em curso para prevenção

Foram discutidas as estratégias para atender a população com ações de vigilância que incorporem o todo

ARBOVIROSES: Zika, dengue e chikungunya são destaques em curso para prevenção

Foto: Assessoria

O cenário de chuvas é o momento que acende um alerta para os cuidados com as arboviroses zika, dengue e chikungunya. O monitoramento é uma ação constante da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) em Rondônia, que realizou uma capacitação para o fortalecimento da rede de vigilância epidemiológica municipal e do Estado, na terça-feira (5) e quarta-feira (6), em Porto Velho. Participaram do evento, profissionais dos 52 municípios rondonienses que atuam na Coordenação de Vigilância Epidemiológica, apoiadores das Gerências Regionais de Saúde e técnicos da Agevisa.
 
O objetivo da ação é a formação continuada das equipes municipais, promovendo a qualificação das ações de controle vetorial e vigilância epidemiológica das arboviroses. Com o aperfeiçoamento profissional, o Governo do Estado busca a melhoria dos indicadores de ações de vigilância em saúde, assim como a redução dos impactos que essas doenças causam à população, principalmente no que tange à ocorrência de óbitos e casos graves.
 
O diretor-geral da Agevisa destacou que as estratégias de enfrentamento às arboviroses precisam ser fortalecidas e constantemente atualizadas, pois o cenário é de vigilância. “Vivemos em situação preocupante, onde as estratégias para atender à população se desgastam com o tempo. Precisamos de ações de vigilância que incorporem o todo e a dinâmica dos tempos, até chegar ao cidadão. A capacitação visa o fortalecimento do trabalho nos municípios, é necessária uma rotina que agregue experiências novas, adequadas às peculiaridades”, salientou.
 
 
PALESTRAS
 
Para atender o público, a equipe da Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental (GTVAM) desenvolveu uma oficina de construção e análise de ferramentas de monitoramento epidemiológico das arboviroses, e um ciclo de palestras proferidas por especialistas, mestres e doutores, na área de arboviroses e saúde coletiva. Os temas tratados foram:
 
Vigilância Epidemiológica das Arboviroses: Fortalecimento e as atribuições da vigilância para Ministério da Saúde, SES e SMS – enfermeira Dayse Medeiros,  (NDTV/GTVAM/Agevisa/Sesau);
 
Importância da Organização dos Serviços da Rede de Atenção á Saúde no Território – enfermeira Viviane Alves de Sousa, (interlocutora do Projeto Vigiar SUS/MS/Opas);
 
Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQA-VS) e indicadores de Saúde –  mestre Pedro Arthur da Silva Araújo, (CGARB/DEDT/SVSA/MS);
 
Sistema de informação: monitoramento das arboviroses zika, dengue e chikungunya – técnico Sebastião Alves de Sena Neto, (NAAS/GTVEP/Agevisa/Sesau) e doutora Joana D’Arc Neves da Costa, (NDTV/GTVAM/Agevisa/Sesau);
 
Ferramentas de monitoramento epidemiológico – Dr. Cesarino Junior Lima Aprígio,  (NDTV/GTVAM/Agevisa/Sesau).
Direito ao esquecimento
Como você classifica o mandato do prefeito Moisés Cavalheiro em Itapuã do Oeste?
Como resolver o problema dos animais de rua?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS