GUIA PARA INICIANTES: Desvendando os segredos do investimento inteligente

O investimento é uma ferramenta essencial para o bem-estar financeiro

GUIA PARA INICIANTES: Desvendando os segredos do investimento inteligente

Foto: Ilustrativa/ Reprodução da Internet

Por que investir?
 
O investimento é uma ferramenta essencial para o bem-estar financeiro. De acordo com um estudo do U.S. Federal Reserve, o patrimônio líquido médio das famílias que possuem ações é significativamente maior do que o daquelas que não possuem. Além disso, historicamente, o retorno médio anual do S&P 500 tem sido de cerca de 10% antes da inflação. Esse número supera a taxa média de inflação, que tem se mantido em torno de 3% desde 1913, de acordo com o Bureau of Labor Statistics. Ao alocar estrategicamente os fundos em ativos de investimento, você não apenas facilita o crescimento do seu dinheiro, mas também o protege contra os efeitos de erosão da inflação.
 
Para saber mais sobre a situação de sua pontuação de crédito e de suas finanças, confira: https://www.17bankow.com/
 
 
Definição de suas metas e tolerância a riscos
 
A identificação de seus objetivos financeiros é a primeira etapa crucial no processo de investimento. Quer se trate de planejamento de aposentadoria de longo prazo, de acumular uma entrada para um imóvel ou de garantir um fundo para a faculdade, a clareza de objetivos é importante. Uma pesquisa realizada pela Charles Schwab constatou que 75% das pessoas com um plano financeiro por escrito se sentem confiantes em atingir suas metas, em comparação com 42% sem um plano. Depois de definir as metas, avalie sua tolerância ao risco. Ferramentas como o Riskalyze ou o Investor Questionnaire da Vanguard oferecem insights sobre quanta flutuação financeira você pode suportar confortavelmente. Ao associar um conjunto bem definido de metas financeiras a uma tolerância ao risco avaliada com precisão, você estará se posicionando para uma estratégia de investimento mais informada e direcionada. Essa abordagem não apenas restringe suas opções de investimento, mas também ajuda a alinhar suas ações financeiras com suas prioridades de vida.
 
 
Classes de ativos: Qual é a melhor opção?
 
As classes de ativos escolhidas devem refletir seu perfil de investimento, que depende de suas metas e tolerância a riscos. As ações oferecem retornos mais altos, mas apresentam maior volatilidade; geralmente são adequadas para pessoas com um horizonte de tempo mais longo e maior tolerância ao risco. Os títulos de renda fixa proporcionam retornos mais estáveis e geralmente são considerados de menor risco, o que os torna adequados para investidores conservadores. Os imóveis são outra opção, pois oferecem tanto ativos físicos quanto possíveis fluxos de renda. De acordo com o National Council of Real Estate Investment Fiduciaries (Conselho Nacional de Fiduciários de Investimentos Imobiliários), os imóveis tiveram um retorno médio anual de 9,4% nos últimos 20 anos, o que representa uma opção intermediária em termos de risco e recompensa. O segredo é diversificar entre essas classes de ativos para obter um portfólio equilibrado que se alinhe ao seu perfil de investimento específico.
 
 
Ferramentas essenciais de investimento
 
Entender os instrumentos à sua disposição aprimora sua estratégia de investimento. Os fundos de índice acompanham os índices de mercado, como o S&P 500, e oferecem uma abordagem diversificada e de baixo custo. Os ETFs, ou fundos negociados em bolsa, oferecem diversificação semelhante, mas com a flexibilidade de serem negociados como ações individuais. Os dados da Morningstar mostram que os fundos de índice e os ETFs registraram fluxos de entrada significativos na última década, sinalizando a preferência dos investidores por essas opções de baixo custo. Os REITs, ou fundos de investimento imobiliário, permitem que você invista em propriedades sem o incômodo da propriedade direta e têm proporcionado fortes retornos de longo prazo. Cada ferramenta tem uma finalidade específica: fundos de índice para exposição ampla ao mercado, ETFs para flexibilidade e REITs para um ativo tangível com potencial de renda. Escolha as ferramentas que se alinham com suas metas e tolerância ao risco para montar um portfólio robusto.
 
 
Média do custo do dólar: Uma aposta mais segura?
 
A média do custo do dólar (DCA) é uma estratégia comprovada pelo tempo, favorecida por sua simplicidade e eficácia na minimização de riscos. Ao investir consistentemente uma quantia fixa de dinheiro em intervalos regulares - independentemente das condições do mercado - você dilui o impacto da volatilidade do mercado. De acordo com um estudo da Vanguard, o cálculo da média do custo em dólar teve um desempenho tão bom quanto o investimento em quantia fixa em cerca de dois terços das vezes em períodos de 10 anos consecutivos. Entretanto, o estudo também destacou que a verdadeira força da DCA está na redução do risco de queda e não na maximização dos retornos. Para colocar isso em prática, escolha uma quantia fixa para investir; dados do Investment Company Institute sugerem que a contribuição média da DCA é de cerca de US$ 300 por mês. Em seguida, selecione seu intervalo de investimento, geralmente mensal ou trimestral. Essa abordagem disciplinada não apenas ajuda a fazer com que as flutuações do mercado funcionem a seu favor, mas também elimina as armadilhas psicológicas do investimento emocional. Ao aderir a essa estratégia, você se prepara para um crescimento mais estável e confiável ao longo do tempo.
 
 
Timing vs. Disciplina: O que ganha?
 
O debate entre o timing de mercado e uma estratégia de investimento disciplinada geralmente se concentra na eficácia e nos riscos de cada abordagem. O market timing, a prática de comprar e vender com base em previsões de curto prazo, apresenta inúmeras armadilhas. Um estudo realizado pela Dalbar Inc. constatou que o investidor médio ganhou apenas 3,49% ao ano durante 30 anos, apresentando um desempenho inferior ao do S&P 500, que retornou cerca de 10% no mesmo período. Esse desempenho inferior é atribuído, em grande parte, a decisões de timing inadequadas, como sair do mercado durante períodos de baixa e voltar a entrar quando os preços já haviam se recuperado.
 
 
Por outro lado, uma abordagem disciplinada defende investimentos consistentes ao longo do tempo, independentemente das condições do mercado. Uma pesquisa da Fidelity mostra que os investidores que permaneceram no mercado entre 1980 e 2018 obtiveram um retorno anual médio de 8,15%, enquanto aqueles que perderam os cinco melhores dias de cada ano ganharam apenas 4,49%. Isso demonstra o valor da disciplina e do compromisso de longo prazo.
 
 
A conclusão é clara: a disciplina tende a superar o timing. A adesão a uma estratégia de investimento bem planejada, informada por suas metas e tolerância a riscos, geralmente proporciona retornos mais confiáveis e robustos. Isso reduz as desvantagens emocionais e financeiras do timing do mercado, posicionando você para uma melhor saúde financeira no longo prazo.
 
 
Inteligência tributária e conclusões finais
 
Compreender as implicações fiscais de seus investimentos é fundamental para maximizar os retornos. O imposto sobre ganhos de capital, que se aplica quando você vende um investimento com lucro, varia de acordo com o tempo em que você manteve o ativo. O IRS afirma que os ganhos de capital de curto prazo, sobre ativos mantidos por menos de um ano, são tributados como renda normal - até 37%. Os ganhos de longo prazo, em ativos mantidos por mais de um ano, beneficiam-se de uma alíquota de imposto mais baixa, que varia de 0% a 20%.
 
 
Em resumo, o investimento bem-sucedido depende de vários fatores: definição de objetivos claros, avaliação da tolerância ao risco, escolha de classes de ativos adequadas e emprego das ferramentas de investimento corretas. Além disso, estratégias como a média do custo em dólar e a manutenção da disciplina geralmente produzem melhores resultados do que a tentativa de prever o momento do mercado. Como próximos passos, considere a possibilidade de consultar um consultor financeiro para adaptar uma estratégia que se encaixe em seu perfil exclusivo. Além disso, não ignore o potencial dos fundos com eficiência fiscal para minimizar sua obrigação fiscal. Munido desses insights, você está bem equipado para iniciar sua jornada de investimento.
Direito ao esquecimento
Você confia em quem mistura política com religião?
Como você classifica a gestão do prefeito Isaú Fonseca em Ji-Paraná?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Major Sports Bonus & Tenis

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

CLASSIFICADOS veja mais

EMPREGOS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

DESTAQUES EMPRESARIAIS

EVENTOS