AJUDA: Professor tem doença rara que, se não tratada, pode perder a visão

Os custos chegam a 70 mil reais, valor é para arcar com tratamento inicial

AJUDA: Professor tem doença rara que, se não tratada, pode perder a visão

Foto: Divulgação

Há algum tempo, o professor Wildevan Lima, de 53 anos, foi diagnosticado com coroidite serpiginosa, também conhecida por coroidite geográfica. Esse drama vivido por ele não tem cura, mas tem tratamento.

 

A doença rara é caracterizada por recorrentes inflamações nas córneas, que caso não acompanhadas, podem levar a perda da visão. 

 
Mas o custo do tratamento é alto e requer muitos recursos para continuar. Amigos do professor se mobilizaram em uma “corrente do bem” para colaborar e contribuir para o tratamento de Wildevan
 
A rifa solidária é de uma televisão smart de 55 polegadas e custa apenas de 10 reais, podendo ser adquirida via PIX (chave CPF 341.313.292-04). O sorteio será transmitido pelo Facebook, no dia 15 de novembro, às 15 horas.
 
O tratamento é feito por um médico oftalmologista de Goiânia, especialista na doença. Até o momento, Wildevan usou seis doses de uma injeção aplicada nos olhos e o resultado inicial já é animador, com melhoras importantes nos sintomas. O valor inicial que ele precisa arrecadar é 70 mil reais.
Direito ao esquecimento

Qual você acha que será o resultado do jogo entre Brasil e Suíça nesta segunda-feira (28)?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

MS Teixeira Comercial

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS