AVANÇO: Justiça autoriza pagamento a ex-trabalhadores do Gonçalves

Na próxima semana, as informações bancárias estarão disponíveis para começo dos pagamentos

AVANÇO: Justiça autoriza pagamento a ex-trabalhadores do Gonçalves

Foto: Divulgação

A Justiça determinou o pagamento dos ex-trabalhadores do Supermercado Gonçalves. A decisão publicada hoje, 06 de maio, é uma conquista do Escritório Felipe Góes Advogados, que peticionou junto à Administração Judicial, pedindo a sensibilidade e apresentando a legalidade para que fossem antecipados os pagamentos dos créditos trabalhistas alimentares incontroversos, ou seja, a autorização contempla apenas os trabalhadores, mesmo sem a consolidação do quadro geral de credores.
 
Conforme a decisão de ID=76504882 , no item III, a magistrada destaca:
 
Defiro o início dos pagamentos (ID 75876277 - Pág. 13-14), embora o quadro geral de credores não tenha sido consolidado, diante da relevância dos créditos trabalhistas extraconcursais incontroversos e por terem natureza alimentar.
 
“O juízo foi convencido de que eventuais habilitações e impugnações judiciais não impedem o pagamento dos créditos dos trabalhadores”, destaca Felipe Góes, que ainda relembra que o Escritório se antecipou na coleta dos dados bancários de todos os trabalhadores, em parceria com o SINDECON, para garantir celeridade aos passos seguintes, necessários para que os valores sejam creditados nas contas. “Serão mais de R$ 10 milhões injetados na economia local, com o pagamento de cerca de 2 mil trabalhadores que aguardam esperam desde 2018. A conquista é de toda a sociedade”, completa Góes
 
De acordo com informações da própria Administração Judicial, agora com a autorização da Justiça, a previsão é que na próxima semana as informações bancárias sejam disponibilizadas ao juízo para proceder com a determinação de pagamento pela instituição bancária responsável.
Direito ao esquecimento

Em qual desses quatro pré-candidatos você votaria se as eleições fossem hoje?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS