ENCONTRO: Mostra Cultural do Judiciário é aberta em clima de celebração

Presidente do TJRO e diretor da Emeron destacam o empenho e superação de todos(as) neste momento de comemorar a vida

ENCONTRO: Mostra Cultural do Judiciário é aberta em clima de celebração

Foto: Divulgação

Uma noite que há muito não se via, ou melhor, não se vivia. A proposta de unir e integrar os talentos judiciários em celebração à vida foi cumprida na abertura da V Mostra Cultural do Judiciário, ocorrida na noite de segunda-feira, 29, no hall do teatro Palácio das Artes. 
 
O espaço recebeu as obras selecionadas nas categorias artes visuais, fotografia e poesia, todas de autoria de servidores(as) e magistrados(as) do Tribunal de Justiça de Rondônia. A galeria fica aberta à visitação ao longo de toda a semana, quando o teatro recebe outras atrações da Mostra: na terça-feira e na quarta-feira serão realizados ensaios e oficinas para os participantes, tendo a quinta-feira e a sexta-feira reservadas para dois grandes espetáculos de música, dança, interpretação, humor e poesia.
 
Na solenidade de abertura, em clima de descontração e congraçamento, os desembargadores Paulo Kiyochi Mori, presidente do TJRO, e Miguel Monico, diretor da Escola da Magistratura, deram o tom da comemoração em seus discursos.
 
Estar aqui hoje é um momento de grande celebração da vida. Com essa pandemia aprendemos a valorizar a vida, a saúde, a presença de quem apreciamos, as pequenas coisas do dia a dia e nos mostrou, também, a importância da arte e da cultura como parte essencial de nossa existência”, destacou Monico, ao lembrar que foram a música, os livros, os filmes, o artesanato, dentre outras formas de arte, que “nos confortaram ou nos envolveram em casa, quando estávamos impedidos de circular, mantendo, assim, a sanidade mental e propiciando uma conexão com os nossos familiares”, refletiu.
 
Kiyochi Mori também referendou a arte e a cultura como ferramentas de integração e comunhão. “A superação foi a marca desse período, que trouxe, infelizmente, muitas perdas.  Ainda é realmente muito triste para todos nós lembrarmos de entes queridos e colegas de trabalho que partiram, por isso consideramos que essa memória deve ser homenageada com arte, pois a arte é o alimento da alma”, destacou o presidente, ao agradecer o empenho de servidores(as) e magistrados(as) pela superação e pela disposição em se doar perante o público nesses dias de espetáculo. “Todos nós merecemos esses momentos de alegria, de beleza, de união, de entretenimento e de emoção provocados pelas mais diversas manifestações artísticas”, finalizou
 
 
E foram essas manifestações que trouxeram um brilho especial para a festa, já que vários participaram de uma espécie de sarau, com apresentações de músicas e declamações de poesia. Todos os selecionados na Mostra receberam, ainda, troféus de participação entregues pelos dirigentes institucionais.
 
Para os(as) participantes, grande parte das comarcas do interior do Estado, o momento foi mágico porque proporcionou uma realidade há muito não experimentada. “É muito bom poder rever nossos colegas olho no olho e, ainda, apreciar os talentos de cada um nessa festa”, comentou a magistrada Ana Valéria Ziparro.
 
A abertura da Mostra foi transmitida pelo canal do TJRO no YouTube (clique aqui para acessar), assim como serão transmitidos os espetáculos dos dias 2 e 3 de novembro.
 
A comunidade também está convidada a participar da Mostra, basta retirar os ingressos na portaria do teatro e apresentar comprovante de vacina na entrada.
Direito ao esquecimento

Se as eleições fossem hoje, em quem você votaria para governador de Rondônia?

* O resultado da enquete não tem caráter científico, é apenas uma pesquisa de opinião pública!

MAIS NOTÍCIAS

Wianet LTDA

M A Alves de Almeida

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS