LUTA SINDICAL: Sindsef realiza Congresso para ajustar ano civil com ano fiscal

Também foram acertadas outras alterações estatutárias para fortalecimento da luta sindical

LUTA SINDICAL: Sindsef realiza Congresso para ajustar ano civil com ano fiscal

Foto: Divulgação

O Congresso ocorrerá nos dias 17, 18 e 19 de novembro de 2021, em Porto Velho e, tem como objetivo principal, ajustar o ano civil ao ano fiscal da entidade para as futuras eleições e outras alterações estatutárias para fortalecimento da luta sindical.
 
A Diretoria Executiva tem a compreensão de que as eleições do Sindsef/RO terá melhor desempenho se passar a coincidir o ano civil com o ano fiscal da entidade. Atualmente, o processo eleitoral inicia entre os meses de janeiro e fevereiro, dificultando a participação de muitos filiados em férias e, com agravante, de uma lacuna excessiva de 4 meses de intervalo entre campanha, eleição e posse dos eleitos.
 
O presidente do Sindsef/RO, Mário Jorge Souza de Oliveira, destaca que a atual gestão do sindicato está trabalhando para mobilizar a imaginação da base para a reorganização sindical, desenvolvendo criatividade no sentido de projetar novas estratégias de atuação frente à complexidade dos atuais fenômenos, no sentido de descrevê-los e prospectá-los para o futuro.
 
“Precisamos formular projetos e processos de enfrentamento e superação. Somente seremos capazes de protagonizar nosso sindicalismo raiz, voltando a atenção para o contexto real dos novos trabalhadores, compreendendo as condições em que vivem, seus sonhos, contradições e interações”, explicou Mário Jorge ao fazer menção as mudanças estatutárias que serão debatidas no Congresso.
 
Lutar, reorganizar e colocar a atual estrutura sindical para ser, desde já, uma resposta às transformações é um dos compromissos e desafios do Sindsef/RO e futuras gestões, assegurou o presidente Mário Jorge.
 
“Estar a serviço do movimento sindical, dos interesses dos servidores e do seu futuro, dando um basta a todas investidas nocivas do Governo em subtrair nossos direitos conquistados historicamente com muitas lutas e desafios. Portanto, precisamos protestar, reivindicar e afirmar: ‘Tirem as mãos dos nossos direitos’ “, disse o presidente ao fazer menção ao slogan tema do XVIII CONTRASEF.
 
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS