INCLUSÃO: Secretário diz que capital ganhará calçadas padronizadas para deficientes físicos

Ronaldo Flores contou que a Prefeitura está aguardando a liberação de recursos e os trabalhos devem começar até o final do ano

INCLUSÃO: Secretário diz que capital ganhará calçadas padronizadas para deficientes físicos

Foto: ILUSTRATIVA

 

Dados levantados em 2019 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que, pelo menos, 45 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência no Brasil. Isso representa quase 25% da população do país.

 
A pesquisa ainda mostrou que no Brasil, dentre os deficientes visuais, auditivos, mentais, físicos ou múltiplos, 42% da população é deficiente visual. São pessoas que dependem da ajuda da cidade onde residem para se locomover e consequentemente, serem inclusos na sociedade.
 
Em Porto Velho, para garantir o direito de ir e vir, um dos órgãos responsáveis por garantir acessibilidade aos deficientes, é a Secretaria Municipal de Trânsito, Mobilidade e Transportes (Semtran).
 
 
Procurado pela reportagem, o secretário da Semtran, Ronaldo Flores, informou que vários projetos estão sendo elaborados pela pasta. Ele citou como exemplo, a construção de calçadas, que deem condições de locomoção para pessoas com deficiência. 
 
Calçada padronizada em Porto Velho
 
Em Porto Velho, é uma cena comum pessoas que usam cadeiras de rodas disputarem espaço com os carros nas ruas de cidade, devido as condições das calçadas que não possuem um alinhamento comum. Para resolver essa situação, a Semtran pretende dar uma atenção especial a qualidade na mobilidade das pessoas com deficiência.
 
"Até o final do ano, com a liberação de recursos, várias calçadas padronizadas serão implantadas nas principais vias públicas", prometeu Ronaldo. Ele não especificou a partir de que mês, essas mudanças irão ocorrer na paisagem urbana de Porto Velho.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS