TECNOLOGIA: Sistema de monitoramento do Samu otimiza atendimentos

Plataforma Vsky emite dados das ocorrências em tempo real e indica locais onde acidentes são mais frequentes

TECNOLOGIA: Sistema de monitoramento do Samu otimiza atendimentos

Foto: Divulgação

A nova plataforma utilizada pelo Serviço Móvel de Urgência de Porto Velho (Samu) está mudando a rotina de atendimento e ocorrências dos profissionais socorristas. Em outra vertente dos benefícios, o sistema possibilitará o compartilhamento de estatísticas com outros órgãos e secretarias.
 
“Temos um sistema completo, que cuida da frota, unidades, serviços, usuários e ainda consolida todas estas informações”, explica Raymisson Correa, gerente do Samu.
 
O sistema Vsky está implantado há um mês. É uma plataforma moderna e acessível, que pode ser utilizada tanto através da internet quanto via satélite.
 
O novo sistema permite acompanhar, em tempo real, o andamento das ocorrências, o percurso e localização das ambulâncias e até a velocidade dos veículos, tanto em Porto Velho quanto do distrito de Jaci-Paraná, onde uma nova base do Samu foi inaugurada na última terça-feira (01).
 
“Antes, fazíamos tudo manualmente. As fichas, estatística manual e planilhas, tudo. O sistema oferece todos os dados em tempo real e muito mais rápido”, explica o gerente do Samu.
 
A chegada do sistema também permitiu maior economia, uma vez que a operacionalização pode ser feita via celular ou computador. O papel e a comunicação por rádio ficaram no passado.
 
 
As informações coletadas são enviadas à equipe da ambulância mais próxima, garantindo também mais agilidade no socorro pré-hospitalar.
 
NÚMEROS
 
Outra funcionalidade da plataforma é a emissão de estatísticas. O software armazena os dados das ocorrências e emite dados para a elaboração de relatórios que são disponibilizados para a Prefeitura e para os usuários locais.
 
“Antes disso, o usuário precisava fazer um requerimento, o que envolvia a procura em pastas físicas. Hoje, o usuário consegue as informações no mesmo dia. A solicitação pode ser providenciada por aplicativo de mensagem”, explica Raymisson.
 
As estatísticas e dados emitidos pelo sistema orientam as ações e estudos da unidade. Só nas primeiras três semanas de uso, o Samu já conseguiu ter um diagnóstico de áreas mais suscetíveis a acidentes de trânsito, que continua a ser um dos principais motivos de ocorrência.
 
“Já temos informações sobre os pontos da cidade que concentram tipos específicos de acidentes. Os acidentes entre carros e motos ocorrem mais na zona leste. Isto indica que há necessidade de mais fiscalização ou sinalização nestes pontos. Tudo isto ficou muito claro através do sistema”, afirma Raymisson.
 
Segundo o assessor técnico do Samu, as estatísticas podem ser compartilhadas com outros órgãos para, futuramente, serem estudadas medidas preventivas.
 
“O papel do Samu pode ir além do atendimento pré-hospitalar. Podemos provocar a sociedade a uma discussão acerca dos acidentes”, concluiu.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

V DA S Parnaiba

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS