ATENTOS: Saiba quais são os direitos e regras na hora de trabalhar como estagiário

Modalidade tem regras diferentes do emprego comum

ATENTOS: Saiba quais são os direitos e regras na hora de trabalhar como estagiário

Foto: ILUSTRATIVA

 

Uma das etapas mais importantes na inserção no mercado de trabalho, o estágio abre portas para estudantes ao fornecer treinamento e permitir a prática do conhecimento adquirido em sala de aula. No entanto, o estagiário precisa estar atento.
 
 
Por não envolver vínculo empregatício, a modalidade tem direitos e regras diferentes do emprego comum.
 
 
A ideia por trás do estágio consiste no investimento da empresa na capacitação do estudante, estimulando a contratação após a formatura ou pelo menos fornecendo experiência que possa ser inserida no currículo profissional. Um bom estágio, porém, requer compromisso por parte do empregador, que deve fornecer supervisão ativa e ensinar o ofício de forma a desenvolver talentos.
 
 
Regras e direitos
 
Regulado pela Lei 11.788, o estágio é classificado como ato escolar supervisionado, que pretende contextualizar as disciplinas estudas e permitir o aprendizado de competências próprias da profissão. Da mesma forma, a carga horária é limitada em relação à do trabalhador comum, para não prejudicar os estudos.
 
Confira as principais regras e os direitos concedidos pela legislação:
 
Requisitos
 
Pode participar de programas de estágio quem:
 
•    tem 16 anos ou mais, sem limite máximo de idade;
•    seja estudante do ensino médio, técnico, de graduação, de pós-graduação ou dos anos finais da modalidade profissional da Educação de Jovens e Adultos (EJA).
 
Tempo de duração
 
•    o estágio em cada empresa tem duração máxima de dois anos;
•    o estudante pode fazer mais de dois anos de estágio, se trabalhar em empresas diferentes;
•    a exceção são as pessoas com deficiência, que podem ter contratos com duração maior que dois anos.
 
Carga horária
 
•    limitada a seis horas diárias e 30 semanais, compatível com as obrigações escolares.
 
Pagamento
 
•    estagiário recebe apenas uma bolsa auxílio, podendo ganhar benefícios como vale transporte ou vale alimentação ou plano de saúde, dependendo da empresa.
•    como o contrato não configura vínculo empregatício, o estágio não fornece direitos como FGTS, INSS, 13º salário, adicional de férias e multa rescisória.
 
Admissão
 
•    chamado de Termo de Compromisso de Estágio (TCE), o contrato é assinado pela empresa, pela universidade, pelo estagiário e, quando houver, pelo agente de integração (agência que intermedeia estágios).
 
Rescisão
 
•    o contrato pode ser rescindido pelas duas partes, empresa e estagiário, sem aviso prévio nem penalidades.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS