DENÚNCIA: Em fiscalização, COREN diz ter encontrado larvas em paciente internado por COVID na capital

A Justiça analisa o pedido de Tutela de Urgência feito pelo COREN/RO

DENÚNCIA: Em fiscalização, COREN diz ter encontrado larvas em paciente internado por COVID na capital

Foto: Divulgação

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia – COREN/RO entrou com Ação Civil pública contra o Governo do Estado na 2ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária de Rondônia.
 
No processo apresentado à Justiça, o COREN/RO afirma que realizou fiscalizações nas unidades de Saúde do Estado e constatou situações alarmantes, como no caso do Hospital de Campanha da Zona Leste de Porto Velho – CERO, que não possui exigências mínimas da legislação referente à Enfermagem.
 
“Há sobrecarga de trabalho, ocasionando excesso de serviço às equipes, com longas e exaustivas jornadas laborais, situação que sobrecarrega e compromete o estado biopsicológico do profissional”, diz à ação em juízo.
 
Pacientes abandonados
 
De acordo com o COREN/RO, existem casos no CERO onde apenas dois técnicos de enfermagem são resposáveis por cuidar de uma ala com até oito pacientes intubados em estado grave de infecção por COVID-19.
 
Está no relato do COREN/RO, que durante uma fiscalização realizada no último dia 17 de março foi constatado larvas na boca na boca de um dos pacientes intubados, além disso, banheiros estavam interditados e não havia local de descanso para os profissionais de Saúde.
 
 
Foto: COREN/RO
 
 
“Apenas dois técnicos atendiam uma ala com até oito pacientes graves com Covid-19. A equipe de fiscalização do Coren encontrou pacientes intubados com larvas na boca, caracterizando um cenário totalmente contrário à assistência e tratamento à saúde das pessoas internadas naquele setor, uma violação à dignidade humana. Medicamentos vencidos também foram encontrados entre os frascos a serem ministrados aos pacientes”, afirma o relato do COREN/RO. 
 
A Justiça analisa o pedido de Tutela de Urgência feito pelo COREN/RO para que o Governo resolva todas às essas questões imediatamente. 
 
O sindicato dos servidores da Saúde de Rondônia – SINDSAÚDE, afirmou que irá solicitar os relatórios de fiscalização do COREN/RO para também tomar as medidas necessária para evitar que situações como essa se repitam.
 
A reportagem buscou contato com a SESAU/RO e foi emitida uma nota de esclarecimento.
 
Confira a resposta da Sesau:
 
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), através do Hospital de Campanha Zona Leste (Cero), esclarece que, a fiscalização feita pelo Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) ocorreu em 17 de março de 2021, onde foram apontados alguns ajustes na unidade, e que todos os pontos colocados no relatório e entregue à Sesau, já foram ajustados e respondidos para o órgão, inclusive com fotos. A direção do hospital afirma que, em nenhum momento foi citado no relatório do Coren-RO, apresentado ao hospital, sobre pacientes com larvas na boca e nenhuma foto foi apresentada.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

Por Editoria

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS