CONFLITO AGRÁRIO: Governador se irrita em reunião e pede ‘prisão’ de invasores de terra

Em um vídeo exclusivo é possível conferir um trecho da reunião

CONFLITO AGRÁRIO: Governador se irrita em reunião e pede ‘prisão’ de invasores de terra

Foto: Divulgação

O governador Marcos Rocha pressionou os membros do seu primeiro escalão de segurança pública a tomarem medidas enérgicas contra invasões de fazendas ocorridas no interior de Rondônia durante uma videoconferência nesta última semana. 
 
Marcos Rocha anda insatisfeito com as ações, ou falta delas, que vem sendo tomadas em relação às invasões de terra promovidas desde o início de sua gestão. De acordo com fontes do Rondoniaovivo uma troca de comando não está descartada pelo governador, caso as coisas não mudem de rumo.
 
Em um vídeo exclusivo é possível conferir um trecho da reunião.
 

 

De acordo com Marcos Rocha, essas invasões vem trazendo grave prejuízos ao agronegócio do Estado. 
 
“O negócio é o seguinte, a polícia tem que entrar no local e impedir que essas coisas aconteçam, a gente precisa resolver o problema das reintegrações de posse, tem várias demandas, a SESDEC tem que colocar recursos”, disse Marcos Rocha. 
 
Em tom de repreensão Marcos Rocha deu um “puxão de orelha” em seus comandados afirmando que não quer saber de oficiais de gabinetes e que precisa da polícia dentro dessas áreas invadidas. 
 
“Eu não quero ninguém de gabinete, eu preciso que resolvam o problema, tanto polícia civil e policia militar sob o comando da SESDEC. Vamos agir, eu quero ver os caras presos”, disse Marcos Rocha.
 
Conflito em Chupinguaia 
 
Na manhã desta segunda-feira (29), após essa reunião, o secretário da SESDEC Hélio Pachá concedeu uma entrevista à reportagem do Rondoniaovivo, onde garantiu que está à frente dessa questão.
 
A primeira medida será tomada na invasão ocorrida na última terça-feira (23) no município de Chupinguaia, onde de acordo com moradores da área, membros da Liga dos Camponeses Pobres – LCP teriam invadido e depredado os bens de uma fazenda. 
 
De acordo com o Coronel Helio Pachá, o caso agora já está sob responsabilidade da Justiça em Porto Velho e assim que expedido o mandado de reintegração de posse uma operação policial conjunta será destacada para cumprir a reintegração dessa fazenda.
 

 

“A Polícia Militar já está pronta para atuação, enquanto isso, nós vamos reforçar o policiamento rural nas áreas que tem problemas com possível invasão de terra em Rondônia”, disse Hélio Pachá. 
 
Relatos de quem esteve no local apontam que os invasores queimaram casas, mataram animais e expulsaram moradores da fazenda, que de acordo com o dono da área, essa fazenda possui interdito proibitório e pedido de reintegração de posse.
 
Agora a Secretaria de Segurança de Rondônia aguardam a expedição do mandado pela Justiça para seu devido cumprimento. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS

S E B LTDA

PRIMEIRA PÁGINA

ROVIVO TV

DESTAQUES EMPRESARIAIS

PUBLICAÇÕES LEGAIS

COLUNAS