BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

APÓS DENÚNCIAS: Governo prorroga contrato e lixo volta a ser recolhido em hospitais

Em nota, a assessoria da secretaria estadual de saúde afirmou que tomou todas as medidas para solucionar o problema

Rondoniaovivo - João Paulo Prudêncio

27 de Novembro de 2020 às 09:40

Atualizada em : 28 de Novembro de 2020 às 10:31

Foto: Divulgação

Após quase uma semana sem ter o lixo hospitalar recolhido das principais unidades de saúde pertencentes ao Governo do Estado de Rondônia, a Secretaria Estadual de Saúde decidiu prorrogar o contrato da empresa que prestava o serviço. 
 
O contrato garante mais 180 dias ininterruptos para o recolhimento e descarte devido do lixo de grandes complexos hospitalares como Cosme e Damião e Hospital de Base. 
 
De acordo com Iuri Faria, diretor comercial da empresa prestadora do serviço, a coleta do lixo hospitalar reiniciou durante a noite desta última quinta-feira (27). Os hospitais chegaram a suspender internações e cirurgias por conta desse problema. 
 
O CREMERO havia realizado uma inspeção no complexo hospitalar estadual em Porto Velho e garantiu que acionaria o Ministério Público caso a situação não fosse resolvida, até uma intervenção médica chegou a ser cogitada. 
 
A SESAU/RO
 
Em nota, a assessoria da secretaria estadual de saúde afirmou que tomou todas as medidas para solucionar o problema. Confira:
 
A empresa de serviço de coleta do lixo hospitalar, que atende as unidades de saúde do estado, voltou a realizar os serviços desde ontem a noite (26) em todas as unidades. 
 
A mesma foi notificada da requisição administrativa pelo Governo de Rondônia para continuar prestando o serviço e restabelecer a coleta, devido à empresa se recusar a assinar o aditivo de prorrogação do contrato.
 
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) adotou todas as medidas cabíveis para a regularização do serviço, inclusive abertura de contratação licitatória e emergencial em andamento.
 
Veja vídeo:

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS