BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

GREVE NA SAÚDE: 'Jamais seríamos irresponsáveis com a população', diz presidente de sindicato

De acordo com os sindicatos os servidores da Saúde em Rondônia estão trabalhando no limite

Rondoniaovivo - João Paulo Prudêncio

19 de Novembro de 2020 às 10:38

Atualizada em : 19 de Novembro de 2020 às 10:51

Os presidentes dos três sindicatos que representam os trabalhadores da Saúde no estado de Rondônia, SINDERON, SINDSAÚDE e SINTRAER subiram o tom contra o governo em um vídeo onde rebatem acusações de que teriam agido de maneira irresponsável ao promover uma greve durante a pandemia de COVID-19.
 
De acordo com o presidente do SINDERON, Charles Alves, jamais a categoria seria irresponsável para deixar que os atendimentos aos pacientes em tratamento da COVID-19 fossem suspensos. 
 
“Em momento algum fomos irresponsáveis, solicitamos que fosse feito uma escala de greve. Nós tivemos todos os cuidados necessários para a população não ficar desassistida. Estipulamos que nenhuma unidade referente ao COVID entrasse em greve”, afirmou Charles Alves. 
 
Servidores no limite
 
De acordo com os sindicatos os servidores da Saúde em Rondônia estão trabalhando no limite, sendo que há mais de um ano vem recebendo promessas da implantação do seu plano de cargos e salários. 
 
“Quando é falado que servidores estavam ligando para o secretário dizendo que não queriam o movimento é uma mentira muito grande porque nenhum servidor da Saúde está feliz com o que ganha hoje. Estamos trabalhando no limite”, finalizou Charles Alves. 
 
Os trabalhadores pedem a imediata apresentação do projeto que institui o plano de cargos, carreira e salários para votação na Assembleia Legislativa do Estado, dando fim a uma espera de décadas. 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS