BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

ELEIÇÕES DO SINTERO: Lionilda Simão comenta a importância da inserção de mulheres nos sindicatos

Lionilda Simão é candidata pela chapa 1 nas eleições do Sintero

ASSESSORIA

26 de Outubro de 2020 às 10:13

Foto: Divulgação

A sociedade brasileira possui, até hoje, traços fortes do patriarcalismo e machismo. Por longo anos, as decisões das famílias pertenceram exclusivamente aos homens, limitando-se as mulheres aos afazeres domésticos. Pouco a pouco, as mulheres iniciaram sua inserção no mercado de trabalho, nos movimentos sociais e movimento sindical. Apesar das dificuldades, nas últimas décadas houveram alguns avanços do ponto de vista de igualdade de gênero, entretanto, as mulheres permanecem em luta contínua para se reafirmarem como protagonistas na transformação da sociedade. 
 
Em Rondônia, a participação das mulheres em espaços de poder, ainda não é predominante. Porém, Lionilda Simão, atual presidente do Sintero e candidata à reeleição, continua lutando para mudar o atual cenário e coloca-se novamente, à disposição dos filiados e filiadas da entidade, para conduzir o maior sindicato da região norte no triênio 2021/2022/2023. 
 
Lionilda Simão de Souza, popularmente conhecida como Léo, iniciou sua carreira nos movimentos sociais ainda na década de 1980 quando participou do GRUCON - Grupo de União e Consciência Negra. Muito religiosa, ela participou ativamente das comunidades eclesiais de base, da Pastoral da Juventude. Com formação em Magistério, Bacharel em Administração de Empresas, e Especialização em Recursos Humanos pela Unopar e Educação, Diversidade e Cidadania pela FAEL, Lionilda começou a ter os primeiros contatos com o movimento sindical e com as discussões políticas em 1991, quando se filiou ao Sintero e conheceu o Partido dos Trabalhadores (PT). Desde então, ela nunca deixou de participar das discussões sobre os trabalhadores e trabalhadoras em educação enquanto filiada e, posteriormente, passou a contribuir como delegada de base da entidade. Com origem mineira e pais agricultores, Lionilda chegou em Rondônia ainda na década de 70 e precisamente em junho de 1977, se instalou em Cacoal, local onde considera seu lar.
 
Apesar das dificuldades da vida, ela teve oportunidade de viver por 3 anos fora, onde se instalou em Portugal e conheceu Angola, um país localizado na costa ocidental da África. Ela destaca que este foi um período muito importante de sua vida, em que ela se reestabeleceu enquanto pessoa e fortaleceu suas convicções sobre a necessidade do envolvimento em causas que podem intervir na vida das pessoas, garantindo que elas vivam com mais dignidade. Ao voltar para o Brasil, em 2012, sentiu-se determinada a continuar na luta sindical de uma forma mais direta. Então, em 2015 se tornou diretora da Regional Café do Sintero, com sede em Cacoal. Nas eleições de 2017, ela aceitou o grande desafio de concorrer ao cargo de presidente da instituição, e sua força e determinação inspiraram a categoria a acreditar em seu potencial. Logo, ela foi eleita para conduzir o sindicato entre os anos de 2018, 2019 e 2020. 
 
Durante o mandato de Lionilda Simão, as mulheres assumiram total protagonismo e potencializaram a luta por respeito, por igualdade e contra todos os tipo de violência. Foram diversos momentos proporcionados em nome da união e da representatividade feminina. Além do constante trabalho de incentivo à participação das mulheres na ocupação de espaços decisórios de poder político. Desde o início de seu mandato, Lionilda Simão mostrou que o lugar das mulheres é nos debates sobre política, nas rodas de conversas sobre empoderamento feminino e contra a sociedade patriarcal, nos atos públicos contra o feminicídio e mobilizações pela implantação de políticas públicas eficientes para as mulheres.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS