BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

DA UNESC: Acadêmicos de Direito são aprovados no processo seletivo da Justiça Federal

Os acadêmicos da Unesc, além de conquistarem o 1º e 2º lugar no processo seletivo, ocuparam todas as vagas do cadastro de reserva.

ASSESSORIA

24 de Outubro de 2020 às 08:39

Foto: Divulgação

O bom desempenho dos acadêmicos do curso de Direito oferecido pela Unesc em Vilhena orgulhou professores, coordenadores e a direção da instituição. Dos 29 inscritos no Processo Seletivo de estagiários da Justiça Federal, para a Subseção Judiciária de Vilhena, 10 foram para a segunda fase, sendo que sete deles eram acadêmicos da Unesc.
 
Nesta quarta-feira (21), os resultados finais foram divulgados e a dedicação dos acadêmicos da Unesc foi confirmada. Entre as sete vagas disponibilizadas, quatro são para preenchimento imediato e três vagas para cadastro de reserva. Os acadêmicos da Unesc, além de conquistarem o 1º e 2º lugar no processo seletivo, ocuparam todas as vagas do cadastro de reserva.
 
“A coordenação do curso e o corpo docente se uniu e promoveu junto aos acadêmicos um cursinho preparatório. A Unesc aprovou os dois primeiros lugares do seletivo e ocupou as duas vagas de cadastro reserva, graças principalmente ao esforço dos seus acadêmicos, mas a dedicação do corpo docente e da instituição em promover o conhecimento além da sala de aula”, destacou o coordenador do curso de Direito da Unesc, Vitor Marçal.
 
Os acadêmicos de Direito da Unesc aprovados no processo seletivo da Justiça Federal são Renan Amarilia Rodrigues e Julia Tonial, para preenchimento imediato das vagas, e Jórdan Proença Toledo dos Santos, Rhadylen Gualberto de Camargo e Lohani Iasmin da Silva para cadastro de reserva. Como Renan já estagia no Tribunal de Justiça do Mato Grosso, aprovado também por meio de processo seletivo, sua vaga será preenchida pelo colega de faculdade Jórdan.
 
A acadêmica Julia Tonial, aprovada em segundo lugar, considera a sua aprovação é uma conquista de todos. “Os professores sempre dão o maior apoio pra gente em relação às atividades extracurriculares, sempre avisam quando está rolando algum concurso de estágio, congresso, palestra, cursos e tudo o mais. Por isso esse estágio não é, nem de longe, uma conquista só minha, não chegaríamos aonde chegamos sem o apoio e a força deles. Minha expectativa é de que eu aprenda cada vez mais e leve um pouco do que vou adquirir pra dentro da sala de aula, pra poder dividir a experiência com os colegas”, destaca a jovem.
 
Sobre o curso de Direito da Unesc, a acadêmica do 4º período não tem dúvidas de que a qualificação do corpo docente é um grande diferencial. “O curso de Direito da Unesc hoje é o que é por conta dos excelentes profissionais que estão ministrando as aulas, eu sinto que eles realmente se importam com a gente e aonde vamos chegar. Um dos meus maiores elogios, além disso, é para a forma como o nosso coordenador está sempre atrás de atividades novas, de projetos, palestras e tudo o mais. Isso agrega muito para nossa formação, o que vai impactar diretamente lá na frente, quando também nos tornarmos operadores do Direito. A Unesc tem um núcleo muito humano, todos os professores fazem de tudo por nós, é muito bom saber que tem alguém acreditando tanto na gente dessa forma”, confessa Júlia.
 
Também acadêmico do 4º período, Jórdan Proença Toledo dos Santos, está bastante animado com a oportunidade de estagiar na Justiça Federal. “Na preparação, houve apoio dos professores, com algumas reuniões online repletas de dicas e até algumas aulas a respeito das competências da Justiça Federal. Sobre as minhas expectativas, estão muito altas, não vou mentir. Creio que o aprendizado será ainda maior do que eu penso. É algo ímpar na vida e tentarei extrair o máximo dessa oportunidade. A respeito do curso de Direito da Unesc, eu avalio como "10/10". Acredito que é a melhor escolha a se fazer aqui na cidade”, ressaltou.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS