BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

AVALIAÇÃO: 'Entrar na vida pública requer responsabilidade', diz Iêda Chaves

Para a primeira dama, sempre existe a sensação de estar devendo algo para a população

Rondoniaovivo

22 de Outubro de 2020 às 22:18

Atualizada em : 23 de Outubro de 2020 às 14:20

O Programa Conexão Rondôniaovivo desta quinta-feira(22), foi com a primeira-dama de Porto Velho, Iêda Chaves. Essa paranaense, formada em odontologia, que está em Rondônia há mais de 20 anos, é alguém que tem dado todo suporte ao marido, Hildon Chaves, que está em campanha buscando a reeleição como prefeito da capital.

 

Iêda contou que se considera uma mulher batalhadora como tantas outras em nosso país. Ela disse também que veio para Rondônia, para trabalhar como dentista e não pretende deixar esse Estado.

 

Sobre a decisão de o marido entrar na vida pública, ela contou que, no ínicio, não foi a favor. “Isso por todos os motivos que todos sabem. Um é que é muita exposição e você está achando sempre que está devendo alguma coisa para a população, quando você sabe que não é verdade. Entrar na vida pública requer muita responsabilidade. É inadmissível alguém entrar para a política, sem saber os reais motivos que te levam a estar lá”, disse.

 

A primeira dama observou que quando Hildon Chaves assumiu o mandato faltava tudo em Porto Velho. “Digo isso, mas não por falta de capacidade do prefeito. Faltava asfalto, saneamento básico, infraestrutura. Isso é trabalho que envolve bilhões para se resolver todos os problemas de Porto Velho. Para isso, é necessário se fazer as Parcerias Público Privadas, mas para se chegar, está se batalhando nisso desde o início da gestão. Mas graças a Deus, vi acontecer antes de terminar a gestão. Já está licitado. Alguém vai fazer o serviço e a prefeitura terá que fiscalizar” explicou.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS