BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

LEI ALDIR BLANC: Presidente da Funcutural diz ser alvo de ataque ‘politiqueiro e mentiroso’

A lei ainda não teve regulamentação e a previsão é de que o dinheiro seja repassado aos municípios apenas no mês de setembro.

Rondoniaovivo - João Paulo Prudêncio

14 de Agosto de 2020 às 09:48

Atualizada em : 15 de Agosto de 2020 às 08:41

Foto: Divulgação

O presidente da Fundação Cultural de Porto Velho, Antônio Ocampo, falou com a reportagem do Rondoniaovivo sobre a recente Nota divulgada pelo movimento Pacultura, onde deixa a entender que ele estaria retendo o recurso de aproximadamente R$ 3 milhões para ajudar os artistas durante o período de pandemia.

 

De acordo com Ocampo, essa informação além de mentirosa é maldosa, e foi assinada justamente por um grupo de pessoas que acompanha continuamente as ações da Funcultural e integram o Conselho Municipal de Cultura.

 

“Essas pessoas tem ciência de que esse dinheiro sequer saiu de Brasília, o projeto ainda está regulamentado no Congresso Nacional. Lançaram uma nota como se eu estivesse segurando esse dinheiro que sequer chegou ao Município”, afirmou Antônio Ocampo.

 

Ocampo ainda afirmou que acredita que esse ataque direcionado é fruto de pessoas que não se conformam em perderem privilégios e dividirem as ações culturais com outras vertentes de produção artísticas da capital.

 

“Por muito tempo as pessoas que lançaram essa informação mentirosa contra o meu nome tiveram prioridade na pauta da Funcultural e artistas mais populares de outros seguimentos eram esquecidos, hoje abrangemos todas as vertentes, e para essas pessoas isso significou a perda de privilégios”, falou Ocampo Fernandes.

 

Sancionada pelo presidente da República no dia 29 de junho a Lei Aldir Blanc foi aprovada no Congresso Nacional, porém ainda não teve regulamentação e a previsão é de que o dinheiro, um total aproximado de R$ 3 bilhões, seja repassado aos municípios brasileiros apenas no mês de setembro.

 

Em Porto Velho, o presidente da Funcultural irá realizar um chamamento conjunto com o Conselho Municipal de Cultural para definir os processos de encaminhamento desse recurso, após ele chegar.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS