BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

EM VILHENA: Docente da Unesc elabora PL para a criação de atendimento às mulheres

O Projeto Margaridas contou com o apoio do vereador Rogério Golfetto, que o apresentou à Câmara de Vereadores de Vilhena

ASSESSORIA

04 de Agosto de 2020 às 15:26

Foto: Divulgação

Durante o período de pandemia, é notável um aumento no número de casos de violência doméstica contra mulheres em diversas regiões do país. É justamente com o objetivo de fortalecer o enfrentamento a esse tipo de violência em Vilhena, que a professora Aline Leon, do curso de Direito da Unesc, elaborou um projeto lei para disponibilizar canais interativos de atendimento integrado com a realidade atual, reforçando políticas públicas no enfrentamento a violência doméstica no âmbito municipal. O Projeto Margaridas contou com o apoio do vereador Rogério Golfetto, que o apresentou à Câmara de Vereadores de Vilhena.
 
O projeto prevê a implementação de canais exclusivos de atendimento e medidas emergenciais, durante a vigência do estado de calamidade pública em razão da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.
 
Os canais, incluindo telefone e WhatsApp, devem permanecer disponíveis 24 horas por dia, durante os sete dias da semana com o objetivo de atender e orientar as vítimas que estão passando por violência doméstica.
 
“Tendo em vista a uma taxa maior de incidência aos finais de semana, é importante aumentar os canais e as linhas de apoio administradas pelo governo e também pela sociedade civil, facilitando o atendimento às vítimas e assim também coibindo agressões”, destacou a docente da Unesc, Aline Leon.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS