BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

TECNOLOGIA: Crea-RO adquire equipamentos de informática para fiscalização

Segundo o presidente do Crea-RO, engenheiro Rafael Macedo, a ferramenta é mais uma conquista da atual gestão para garantir agilidade na fiscalização

ASSESSORIA

19 de Junho de 2020 às 14:32

Atualizada em : 20 de Junho de 2020 às 09:07

Foto: Divulgação

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Rondônia adquiriu novos equipamentos para reestruturação da sede e inspetorias do Crea, oferecendo mais agilidade ao trabalho de campo dos fiscais. São 20 novos notebooks. 
 
Segundo o presidente do Crea-RO, engenheiro Rafael Macedo, a ferramenta é mais uma conquista da atual gestão para garantir agilidade na fiscalização. Os equipamentos foram comprados com recursos do Programa de Desenvolvimento Sustentável do Sistema - Confea - Crea e Mútua (Prodesu). “A equipe de fiscalização terá melhores condições para executar e atender com precisão a demanda de trabalho”, disse o presidente.
 
Ainda segundo Rafael Macedo, outro objetivo com a aquisição dos equipamentos é que a fiscalização do Crea-RO tenha mais capacidade tecnológica, aperfeiçoando assim a sua produtividade. “Estamos melhorando a nossa agilidade tecnológica, valorizando a categoria e protegendo a sociedade”.   
 
O projeto foi elaborado e executado pela gerência de Tecnologia da Informação do Regional e aprovado pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia - Confea, conforme proposta do PRODESU 2019.
 
De acordo com o gerente de Tecnologia da Informação do Crea-RO, George Márcio, essa nova aquisição será de suma importância para o desenvolvimento de uma fiscalização ágil e eficiente. “Atualmente os fiscais dispõem de um sistema de fiscalização de última geração por meio de um convênio de parceria entre o CREA-GO,  agora os fiscais possuem vários equipamentos tecnológicos como: celular, tablet e notebook, assim podendo desenvolver seus trabalhos de forma a coibir o exercício ilegal da profissão”, concluiu o gerente.
 
Madson Martins, gerente de Fiscalização do Crea lembra que o principal objetivo da fiscalização é coibir o exercício ilegal das profissões abrangidas pelo sistema Confea/Crea/ Mútua e assim garantir a efetiva aplicação da técnica nos diversos empreendimentos dos nosso Estado. “Essa ferramenta permite a consulta dentro do nosso sistema e o que não estiver devidamente registrado e consequentemente sem o acompanhamento  por profissionais tecnicamente habilitados, aí sim, pode vir a gerar alguma infração”, afirma Madson.
 
Os novos equipamentos serão entregues ainda este mês de junho na Sede e nas Inspetorias distribuídas no Estado.
 
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS