BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

QUARENTENA ATIVA: Plataforma online auxilia servidores a praticar exercícios em casa

A plataforma criada contém vídeos com exercícios acompanhados, informações sobre saúde, prática de exercícios físicos e jogos educativos que podem ser realizados no âmbito familiar

ASSESSORIA/GOVERNO RO

20 de Maio de 2020 às 14:24

Foto: Divulgação

O projeto intitulado Quarentena Ativa surgiu com a necessidade de “cuidar dos cuidadores”. O criador é o educador físico residente Multiprofissional em Saúde da Família (Remusf), Marcelo Tiago Balthazar, que desenvolve suas atividades no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho.
 
A plataforma criada contém vídeos com exercícios acompanhados, informações sobre saúde, prática de exercícios físicos e jogos educativos que podem ser realizados no âmbito familiar. Além do acesso à plataforma, o servidor da unidade pode realizar a avaliação física presencial com o residente.
 
“Observamos a necessidade de elaborar um material para ajudar as pessoas na realização de exercícios físicos durante esse período de quarentena, visando diminuir os impactos da inatividade física e tempo ocioso” afirma o criador da plataforma Quarentena Ativa.
 
Marcelo também vai acompanhar servidores que contraíram a Covid-19, e já estão curados. “Parte das pessoas acometidas pelo novo coronavírus tem sintomas que afetam o sistema respiratório, logo se sugere o afastamento da atividade física”, o profissional enfatiza que a melhor iniciativa é procurar informação, antes de iniciar os treinos, e se colocou à disposição.
 
O projeto é voltado para todos os servidores do Hospital de Base, e faz parte do eixo de cuidados com a saúde dos profissionais durante a pandemia, que vem sendo desenvolvido pela Diretoria de Educação, Ensino, Pesquisa e Extensão e acompanhado pelo doutor Edson dos Santos Farias, que é Tutor e orientador ligado à Universidade Federal de Rondônia (Unir).
 
“Profissionais da instituição e outros voluntários se uniram numa ação colaborativa, propondo, à distância, atividades de educação física, orientações fisioterápicas e para práticas integrativas e complementares em saúde que auxiliem os trabalhadores a vencerem os múltiplos desafios desse período”, disse Patrícia Oliveira, preceptora da residência e coordenadora de educação permanente.
 
SAÚDE MENTAL
 
Os servidores da unidade contam, nesse momento, com um call center de apoio emocional, que funciona com o teleatendimento psicológico.
 
Raquel Gil, diretora do Hospital de Base, destaca a importância da realização de exercícios físicos durante o período de quarentena, “a prática regular de exercícios auxilia na qualidade da nossa saúde física e mental”.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS