BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

QUEIMADAS: Incêndios na floresta amazônica aumentam 308% em RO, aponta instituto

Já em quilômetros quadrados queimados de floresta, Rondônia ocupa a terceira colocação no acumulado dos últimos 12 meses

Rondoniaovivo

19 de Maio de 2020 às 15:44

Foto: Divulgação

O desmate avançou 308% em Rondônia entre os meses de abril de 2019 a abril de 2020. No ano passado, a área queimada correspondeu a 24 Km² e neste ano foi de 98 Km².

 

Esses índices repassados pelo Sistema de Alerta de Desmate – SAD, pertencente ao Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia – Imazon, colocam o estado de Rondônia com o segundo maior aumento de queimadas da Amazônia Legal, ficando atrás apenas do Pará, que teve uma variação de 434% maior em seu volume de queimadas.

 

Já em quilômetros quadrados queimados de floresta, Rondônia ocupa a terceira colocação no acumulado dos últimos 12 meses, apenas não queimou mais que o Pará, com 171 Km² e o Mato Grosso, que tece 135 km ² de floresta incendiada.

 

 

O desmatamento detectado em abril de 2020 ocorreu no Pará (32%), Mato Grosso (26%), Rondônia (19%), Amazonas (18%), Roraima (4%) e Acre (1%). Considerando o período de janeiro a abril de 2020 o desmatamento acumulado é de 1.073 quilômetros quadrados, o que representa um aumento de 133% em relação ao mesmo período de 2019, quando o desmatamento totalizou 460 quilômetros quadrados.

 

As florestas degradadas na Amazônia Legal somaram 62 quilômetros quadrados em abril de 2020, o que representa uma redução de 39% em relação a abril de 2019, quando a degradação detectada foi de 102 quilômetros quadrados. Em abril de 2020 a degradação foi detectada no Mato Grosso (77%), Pará (16%) e Rondônia (7%).

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS