BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

CAPITAL: Ruas centrais são recapeadas enquanto periferia sofre com buracos e lama

Nos bairros mais afetados pela ausência do poder público, a comunidade aguarda a visita e um posicionamento de Chaves

DA REDAÇÃO

09 de Abril de 2020 às 15:11

Atualizada em : 09 de Abril de 2020 às 15:11

Foto: Divulgação

Utilizando recursos de R$ 37 milhões oriundos de emenda da bancada federal de Rondônia da Legislatura passada, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB), segue acompanhando o serviço de recapeamento de diversas ruas localizadas no Centro da cidade. 
 
 
Essa ação vem sendo severamente questionada pela comunidade portovelhense nas redes sociais em decorrência da realização dessas ações em bairros onde já existe asfalto e em alguns casos saneamento, enquanto milhares de pessoas sofrem com lama, buracos e esgoto a céu aberto em grande parte dos bairros das zonas Leste e Sul da capital rondoniense. 
 
 
Um exemplo é a situação atual da rua Mangabeira, área de trafego para os moradores dos bairros Mariana, Marcos Freire, Ronaldo Aragão e Ulisses Guimarães, além de acesso à duas escolas, Ely Bezerra e Eduardo Valverde. Um contra-ponto, já que todo o entorno do Colégio Sapiens no bairro Jardim das Mangueiras teve suas ruas do entorno recapeadas. 
 
 
 
 
Nesta semana, o prefeito foi até uma dessas ruas que estão recebendo o recapeamento e afirmou a importância de dar a devida manutenção às ruas que já são asfaltadas. 
 
 
“Serão 65 quilômetros de recapeamento das principais ruas e avenidas de Porto Velho. Só o tapa-buracos não é suficiente. É necessário se dar a devida manutenção ao asfalto existente e é isso que nós estamos fazendo”, disse o prefeito.
 
 
Nos bairros mais afetados pela ausência do poder público, a comunidade aguarda a visita e um posicionamento de Chaves.
Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS