BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

NEGÓCIOS: Empresa de RO participará de uma grande feira em São Paulo

A Popy Frutas é uma empresa que se destaca no meio dos pequenos produtores de frutas da região.

Assessoria Sebrae

29 de Abril de 2019 às 08:48

Foto: Divulgação

Com mais de dois anos no mercado, a Popy Frutas é uma empresa que vem ganhando espaço no comércio não só em Presidente Médici, mas do Brasil. Hoje exporta seus produtos para quatro estados brasileiros. A empresa que trabalha com polpa de frutas se prepara para um grande evento, a APAS Show, a maior feira de alimentos, bebida, higiene, limpeza, equipamentos e tecnologia para mercados do mundo. Donizete Graciano é sócio proprietário da empresa juntamente com Fernando Rodrigues e conta que a expectativa é grande "Nós estamos ansiosos para a feira, esperamos expandir ainda mais nosso mercado, além de fazer contatos com empresários do exterior.".

 

Para Fábio Lopes, secretário municipal de agricultura, a empresa desenvolve um importante papel na sociedade: "Muitos produtores acabavam perdendo a produção de frutas por não ter para quem vender, hoje eles têm a certeza de uma renda porque conseguem vender para a Popy Frutas." Já para o prefeito Edilson Alencar, o crescimento da empresa, também significa crescimento para o munícipio: "Esperamos que eles tenham sucesso no evento, já que, com novos negócios fechados, a produção aumenta e consequentemente mais pessoas precisaram ser contratadas.".

 

 

 

 

A feira que acontece em maio, na cidade de São Paulo, visa atrair os olhares para as grandes e médias empresas, é o caso da Popy Frutas que conta com pequenos produtores para a produção das polpas. "Para nós, como pequenos produtores, esse incentivo da Popy é fundamental para gente não desistir da nossa plantação, poder investir na nossa propriedade e também ter uma renda fixa.". Conta Paulino Cordeiro, um dos fornecedores da empresa.

 

Dozinete ainda conta que a possibilidade de expandir o mercado é grande, um sonho que será realizado "Já temos contatos com pessoas do exterior. Agora é só esperar a feira para conversarmos pessoalmente e se tudo der certo, fecharmos negócios.”.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS