BOLETIM CORONAVÍRUS - CLIQUE AQUI E FIQUE ATUALIZADO

Polícia Militar de Rondônia promove segundo curso de formação de operações de choque

Polícia Militar de Rondônia promove segundo curso de formação de operações de choque

Da Redação

26 de Março de 2015 às 10:53

Foto: Divulgação

Com o lema: Missão dada, missão cumprida, terá início o IIº Curso de formação de Operações de Choque (II COC-2015), da Polícia Militar do Estado de Rondônia, sob a coordenação da Companhia de Operações Especiais (COE). O curso tem duração de 45 dias ininterruptos e leva ao extremo da resistência física e mental os alunos que passarão por dias de privações, instruções e táticas.

“No Brasil, apenas seis mulheres fazem parte das corporações de Operações de Choque e uma delas é de Rondônia”, informa o comandante da COE, major PM Alexandre. A aula inaugural acontece no dia 1 de abril, às 14h, no auditório do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia.

Foram pré-selecionados, por meio de testes de aptidão física, 56 policiais militares de carreira para participar deste segundo curso, “a fim de ‘oxigenar’ a corporação. As exigências físicas e psicológicas são muito grandes por ser a Tropa de Choque a unidade de enfrentamento de crises”, explica o comandante da COE que tem hoje um efetivo de 45 policiais militares.

EXPERIÊNCIA E TÁTICA

Participarão na formação desta segunda turma, 11 ‘estrangeiros’ sendo cinco oficiais da base aérea de Porto Velho; 1 PM de Mato Grosso; 1 PM do Amazonas e 4 PMs do Acre. Para a formação avançada, os alunos contarão com as experiência e táticas do coronel PM Leão Braga, do estado do Pará – especialista em ações de campo e rurais – e do capitão PM Galhardo, de São Paulo – especializado em ações urbanas.

O primeiro projeto para um curso de choque em Rondônia foi elaborado pelo então capitão PM Adilson Roque Loreno no ano de 2008. De lá para cá, outros policiais militares entre oficiais e praças foram mandados para fora de Rondônia para fazer o curso de choque nas mais reconhecidas escolas do Brasil: São Paulo e Pará.

Este grupo planejou e trabalhou em conjunto com o comandante COE, o comandante geral da PM e a Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), para que fosse possível, no dia 11 de março de 2013, dar início ao I curso de Operações de Choque do estado de Rondônia.

Direito ao esquecimento

MAIS NOTÍCIAS